• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Automóveis » Julho trará surpresa positiva, diz presidente da Anfavea

Agência Estado

Publicação: 21/07/2014 11:10 Atualização:

O presidente da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), Luiz Moan, disse há pouco, durante o seminário Revisão das Perspectivas 2014, promovido pela Autodata que julho trará uma "surpresa positiva" para o setor automotivo. Segundo ele, as exportações para a Argentina estão melhorando e devem ficar em 34 mil unidades por mês, em média, até o fim do ano. "É um número adequado, considerando a nova realidade do mercado argentino, que deve encolher entre 20% e 25% este ano".

Moan também comentou que, após as negociações entre os governos brasileiro e argentino, da qual o setor privado nacional também participou, as exportações para o país vizinho cresceram, passando de uma média de 24 mil unidades por mês no início do ano para quase 35 mil nos últimos meses, apesar de alguns fatores atípicos.

Mesmo assim, ele acredita que as montadoras devem manter por mais alguns meses medidas de ajuste, como férias coletivas e lay-offs. "A produção depende do ritmo de vendas e estoques, e os estoques ainda estão muito elevados, em 45 dias", comentou.

Segundo Moan, o setor continua conversando com governo e bancos para flexibilizar as regras de retomadas de veículos em caso de inadimplência no financiamento. Questionado sobre um prazo para anunciar tais medidas, o executivo afirmou que não importa se vai demorar mais um ou dois anos. "O importante é que os instrumentos sejam colocados", afirmou, acrescentando que essas medidas, que podem estimular a concessão de crédito, também são de interesse dos bancos. "Eles estão junto conosco".

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.