• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Negócios » Restaurantes do Recife oferecem minicursos

Mirella Falcão - Diario de Pernambuco

Publicação: 20/07/2014 14:56 Atualização: 20/07/2014 15:11

Para André Falcão, clientes que fazem os cursos ficam abertos a novas experiências. Crédito: 	Paulo Paiva/Esp DP/D.A Press
Para André Falcão, clientes que fazem os cursos ficam abertos a novas experiências. Crédito: Paulo Paiva/Esp DP/D.A Press
Dizem que o segredo é a alma do negócio. Mas há quem acredite que ensinar ao cliente como se faz o produto aguça ainda mais o interesse por consumir e aumenta a fidelidade. Pensando assim, muitos restaurantes passaram a oferecer minicursos de gastronomia. Durante as aulas, os consumidores entram nas cozinhas, têm um contato mais próximo com um chef, matam a curiosidade sobre o preparo de algumas receitas, experimentam ingredientes nunca antes provados, aprendem a fazer melhores escolhas de vinhos e ainda degustam diversos pratos. Ao refinar o paladar dos fregueses, os restaurantes têm aumento na frequência, garantem os empresários. Os cursos, que duram de duas a quatro horas, custam de R$ 70 a R$ 200.

“Muitos clientes perguntavam sobre o preparo dos pratos. Assim a gente percebeu que haveria uma demanda para os cursos”, conta Mirella Carvalho, relações públicas do restaurante português Rui Paula. Os cursos de duas horas abordam risotos, bacalhau, pães, caldos e sobremesas portuguesas. Por encontro, o cliente paga em média R$ 120 e aprende a fazer quatro receitas de cada tema. “Incorporamos novos clientes que conheceram a casa porque foram trazidos por amigos para fazer o curso.”

O Sushi Yoshi ensina a fazer sushi e sashimi sem nenhum receio de perder a clientela. “O cliente vai absorver algumas técnicas e conhecimentos, mas formar um profissional dura quase dez anos”, brinca o proprietário Yoshi Matsumoto. Para ele, após os cursos, os consumidores valorizam ainda mais o trabalho do sushiman. As aulas duram quatro horas, têm de 6 a 10 alunos e podem custar entre R$ 70 e R$ 200.

Para André Falcão, dono do La Pasta Galleria, as aulas, ministradas de terça a quinta, serviram para dar um uso aos dias em que o restaurante não abre. “Também fiquei mais próximo dos clientes”, comenta. Risotos, carnes, massas e saladas são algumas das receitas ensinadas em três horas, por preços de R$ 75 a R$ 150. “É legal porque deixa os clientes abertos a novas experiências. Nas aulas, muitos provam ingredientes que eram desconhecidos.”

O chef Duca Lapenda vai retomar as aulas no seu Pomodoro Café em agosto. “Os clientes querem aprender para fazer em casa. Mas quando a gente mostra como o prato é feito, criamos uma relação de confiança e o cliente fica ainda mais fiel.” Vinhos, risotos, frutos do mar, massas e molhos são algumas dos temas que serão ministrados, por valores entre R$ 150 a R$ 180, com duração de três a quatro horas.

Na Oficina dos Chefs, realizada na Casa Rosada Recepções, os workshops duram três horas e custam de R$ 90 a R$ 140. Carnes, risotos e massas são algumas das opções, mas um dos mais procurados é um o “Começando a cozinhar”, com receitas básicas (são seis aulas por R$ 850). “Aprender os segredos dos chefs aguça o interesse do consumidor. Ele passa a frequentar mais os restaurantes”, afirma Thiago Rangel, um dos responsáveis pela oficina.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.