• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Bolsa » À espera de novas pesquisas, Ibovespa acelera e sobe mais de 1%

Agência O Globo

Publicação: 14/07/2014 15:52 Atualização:

Com expectativa em relação a novas pesquisas eleitorais e a recomendação de compra para a Petrobras, a bolsa brasileira acelera os ganhos nesta segunda-feira. Às 10h50, o Ibovespa, principal índice do mercado acionário local, operava em alta de 1,44%, aos 55.573 pontos.

Segundo o gerente de renda variável da corretora H.Commcor, Ari Santos, a avaliação é que as novas pesquisas devem ser negativas para a presidente Dilma Rousseff, uma vez que os dados estão sendo coletados após a derrota do Brasil na Copa do Mundo. Estão previstas para essa semana os levantamentos do Sensus, do Datafolha e do Ibope.

- Serão levantamentos mais consistentes porque vão pegar o efeito da Copa do Mundo e os reflexos para a eleição. Também devem ser mais abrangentes - afirmou.

Outro fator que ajuda a sustentar a alta é a recomendação de compra, pelo banco americano JP Morgan, para as ações da Petrobras, o papel mais negociado na Bolsa brasileira. As ações preferenciais (sem direito a voto) da estatal operam em alta de 3,06% e os ordinários (com direito a voto) subiam 3,11%. Já no caso da Vale, o que beneficiou foi a alta do preço do minério no exterior. Os papéis sem direito a voto sobem 1,44% e os com, 1,33%.

As ações da Embraer também estão entre as maiores altas, com avanço de 2,85%. A fabricante de aviões divulgou uma parcial de suas vendas no segundo trimestre e as expectativas de vendas para os próximos anos.

Já fora do Ibovespa, as ações do BTG registram queda de 0,29%. O banco anunciou a compra do private bank suíço BSI, que pertencia à seguradora italiana Generali.

Já o dólar comercial opera praticamente estável diante o real. Às 10h50, a moeda americana era cotada a R$ 2,2180 na compra e a R$ 2,2200 na venda, leve queda de 0,04%.

Na avaliação do economista João Paulo de Gracia Correa, da Correparti Corretora de Câmbio, há a expectativa de novas pesquisas que mostrem um impacto negativo sobre a presidente Dilma Rousseff com o final da Copa do Mundo. "Na espera dos resultados, o dólar deve acompanhar o movimento externo das divisas commodities e abrir com leve viés de alta", avaliou, em relatório.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.