• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Oportunidade » Precisando de uma tradução em inglês ou espanhol? Relaxe. Paula traduz! Casal investe R$ 20 mil e cria startup especializada em tradução. Serviço deve ser lançado ainda este mês

Augusto Freitas

Publicação: 12/07/2014 08:00 Atualização: 12/07/2014 15:14

Fluente em inglês e espanhol, Paula percebeu que poderia explorar o mercado de traduções por conta do aumento da demanda dos turistas estrangeiros na Copa do Mundo. Foto: Allan Torres/DP/D.A Press
Fluente em inglês e espanhol, Paula percebeu que poderia explorar o mercado de traduções por conta do aumento da demanda dos turistas estrangeiros na Copa do Mundo. Foto: Allan Torres/DP/D.A Press
“Paula traduz!” Nos últimos dez anos, esta talvez tenha sido a frase que a cientista social e mestranda em antropologia Paula Neves Cisneiros, 27, mais escutou diariamente. A razão é simples: fluente em inglês aos 17 anos e em espanhol aos 19, tornou-se alvo fácil de amigos, estudantes, professores e profissionais variados que buscavam sua ajuda para traduzir textos de vários tipos, como teses, monografias, resumos e trabalhos científicos.

Nesse período, Paula perdeu as contas de quantas traduções realizou. Para se ter uma ideia, os resumos em inglês dos trabalhos de conclusão de curso dos colegas de turma na Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) foram todos traduzidos por ela. Com a chegada da Copa, Paula percebeu que havia algo mais a ser explorado nesse nicho por conta da demanda de turistas durante a disputa. Surgiu, então, a Paula Traduz , startup especializada em tradução.

“A ideia foi criar uma solução de tradução em português, inglês e espanhol, já que não há um serviço assim aqui. Com o tempo e a experiência, o objetivo é torná-la um marketplace de tradutores e outras línguas”, conta Paula, sócia no empreendimento junto com o namorado, Gustavo Monteiro, que já possui ampla bagagem no ramo de startups. Eles investiram R$ 20 mil na empreitada em parceria com a empresa Interage, sediada em Petrolina.

Ter o serviço, cujo portal ainda está em fase beta (testes) e será lançado oficialmente na próxima quinzena, é bastante fácil. Basta que o usuário envie o texto ou arquivo (upload) via internet e informe o idioma que necessita de tradução. Um sistema eletrônico conta automaticamente as palavras, mas a tradução propriamente dita é feita por Paula, palavra por palavra, linha por linha.

“No Google Tradutor, por exemplo, não há confiança do ponto de vista técnico por conta das particularidades de cada idioma. Nossa proposta é fazer a tradução fiel ao texto e ao estilo de cada linguagem e pessoa”, explica. Não há números atuais sobre o mercado de traduções no Brasil, de acordo com a Associação Brasileira de Tradutores e Intérpretes (Abrates), mas sabe-se que o mercado anda aquecido por causa de vários investimentos que o país recebe.

E quanto custa o serviço no Paula Traduz? Segundo Paula, a tradução de uma lauda com 300 palavras (média geral do sistema de contagem por página) sai por R$ 33. Se o interessado quiser apenas uma revisão mais apurada do texto, o valor é de R$ 15 por lauda. Está atrasado e quer urgência? Não há problema, basta marcar no envio pelo site a opção “urgente” que o material tem prioridade. Neste caso, paga-se 10% a mais pela “regalia”.

Há ainda, a opção do usuário de querer tradução e revisão, pagando, assim, os valores de cada (R$ 33 mais R$ 15 por lauda). Para fazer o pagamento é preciso escolher entre os sistemas PagSeguro ou Paypal. “Vamos investir também em cupons de desconto para os usuários da ferramenta e queremos atingir outros segmentos de público, como assessorias de marketing, comunicação, eventos, entre outros”, reforça Gustavo Monteiro.

Por enquanto, a Paula Traduz ainda não tem sede própria, mas o casal de empresários já está providenciando um local, ainda em segredo. Como é experiente em traduzir milhares de textos, Paula utiliza o modelo home-office para trabalhar em casa neste começo. “O foco é expandir para outros meios, além do acadêmico e científico, e ganhar o mercado”, completa.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.