• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Balanço » Produção de petróleo e gás supera 2,7 mi boe/d, diz ANP

Agência Estado

Publicação: 07/07/2014 14:07 Atualização:

A produção de petróleo e gás natural no Brasil em maio foi de 2 721 milhões de barris de óleo equivalente por dia (boe/d), o que representa um novo recorde histórico para o país. De acordo com dados publicados há pouco pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), o antigo recorde era de 2,678 milhões de boe/d, registrado em janeiro de 2012. Na comparação com maio do ano passado, a alta foi de 10,4% e, em relação a abril deste ano, de 2%.

Do total produzido, 2,189 milhões de barris por dia (b/d) foram de petróleo, o que representa um crescimento de 9,8% em comparação com igual mês de 2013. Já a produção de gás natural foi de 84,5 milhões de metros cúbicos por dia (m³), 12,9% superior à de maio do ano passado. A produção de gás também representa um novo recorde histórico, superando os 83,4 milhões de m³ de março deste ano.

No pré-sal, a produção em maio foi de 549,3 mil boe/d, sendo 448 2 mil b/d de petróleo e 16,1 milhões de metros cúbicos diários de gás. Foram 33 os principais poços produtores, localizados nos campos de Baleia Azul, Baleia Franca, Barracuda, Caratinga, Búzios, Linguado, Lula, Marlim Leste, Pampo, Sapinhoá , Trilha e Tupi Nordeste, este último incluído na área de cessão onerosa à Petrobrás.

Petrobras

A Petrobras respondeu por 90,9% da produção de petróleo e gás natural de maio, segundo a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). Os campos marítimos responderam por 92,2% do petróleo extraído e por 72,7% do gás natural. A maior produção foi do campo de Roncador, na Bacia de Campos, com média de 249,2 mil barris por dia. Já a maior produção de gás natural foi do campo de Leste do Urucu, na Bacia do Solimões, com média diária de 6,4 milhões de metros cúbicos.

A plataforma de maior produção foi a P-52, localizada no campo de Roncador, na qual foram produzidos 134,8 mil barris de óleo equivalente por dia (boe/d). Os campos cujos contratos são de acumulações marginais produziram um total de 104,7 barris diários (b/d) de petróleo e 2,4 mil metros cúbicos de gás natural por dia. Dentre esses campos, Rio Ipiranga, operado pela IPI, foi o maior produtor de petróleo e gás natural, com 37 barris de óleo equivalente por dia.

Já a produção em bacias terrestres - nas bacias do Espírito Santo, Potiguar, Recôncavo, Sergipe e Alagoas - foi de 173,7 milhões de boe/d, dos quais 142,1 mil b/d foram de petróleo e 5 milhões de metros cúbicos por dia, de gás natural.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.