• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Aumento » Planos de saúde individuais sofrem um reajuste de 9,65%

Rosa Falcão

Publicação: 03/07/2014 12:11 Atualização: 03/07/2014 16:05

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) autorizou, nesta quinta-feira (3), o aumento anual de 9,65% para os planos de saúde individuais/familiares contratados a partir de janeiro de 1999 ou adaptados à lei nº 9656. O percentual corresponde ao período de maio de 2014 a abril de 2015. Serão atingidos pelo reajuste 8,8 milhões de usuários, o que representa 17,4% do total de 50,3 milhões de beneficiários de planos de assistência médica no Brasil.

Para calcular o índice máximo de reajuste dos planos individuais, a ANS leva em consideração a média ponderada dos percentuais de reajuste aplicados pelas operadoras aos planos coletivos com mais de 30 beneficiários. Os consumidores devem ficar atentos aos seus boletos e observar se o percentual aplicado é igual ao definido pela ANS. O aumento é aplicado na data de aniversário do contrato. Outro detalhe: é permitida a cobrança de valor retroativo caso a defasagem entre a aplicação do reajuste e a data de aniversário seja, no máximo, de quatro meses.

Por exemplo: se o contrato venceu em março, a operadora poderá aplicar o retroativo nos próximos quatro meses. Deverão constar no boleto de pagamento, o índice de reajuste, o número do ofício de autorização da ANS, nome, código e número de registro do plano, bem como o mês previsto para aplicação do próximo reajuste anual. A relação dos reajustes autorizados encontra-se disponível na internet, no endereço www.ans.gov.br.

Em caso de dúvida, os consumidores devem entrar em contato com a ANS por meio do Disque ANS (0800 701 9656), pela Central de Atendimento ao Consumidor, no endereço eletrônico www.ans.gov.br, ou pessoalmente em um dos 12 núcleos de atendimento da ANS.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.