• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Energia » Carga no sistema elétrico sobe 1,1% em junho

Agência Estado

Publicação: 30/06/2014 16:17 Atualização:

A carga de energia registrada em junho cresceu 1,1% na comparação com o mesmo período do ano passado, segundo dados preliminares divulgados pelo Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS). Na comparação com maio, o indicador que representa a soma entre o consumo de energia e as perdas do sistema teve queda de 3%.

Os resultados de junho, segundo boletim elaborado pelo ONS, foram influenciados pela realização da Copa do Mundo e o calendário de feriados deste ano. O efeito calendário teve origem na data do Corpus Christi, que em 2013 ocorreu no mês de maio, ao contrário deste ano, quando a data caiu no dia 19 de junho.

"Os resultados obtidos com a carga ajustada mostram que, excluídos os fatores fortuitos, as taxas de crescimento da carga de energia em relação ao mesmo mês do ano anterior são superiores às verificadas para todos os subsistemas, comprovando o impacto dos eventos citados", ponderou o boletim.

O ONS também destacou o impacto negativo provocado pelo ritmo da atividade da indústria brasileira, ao lembrar que o nível de utilização da capacidade instalada caiu de 84,3% em maio para 83 5% em junho, no menor patamar desde novembro de 2011 (83,3%). "A queda de 0,8 ponto porcentual (p.p.) na margem foi a maior desde janeiro de 2009 (-1,6 p.p.) e parece refletir a combinação de demanda enfraquecida e feriados pontuais relacionados à Copa do Mundo", destaca o operador.

Os números divulgados nesta segunda-feira, 30, pelo ONS mostram que a expansão de 1,1% registrada na comparação anualizada tem origem principalmente na expansão de 23,4% da carga no subsistema Norte, consequência da incorporação da carga de Manaus (AM) ao Sistema Interligado Nacional (SIN) a partir de 9 de julho de 2013. A carga do sistema somou 60,806 mil MW médios em junho, das quais 5,027 mil MW médios oriundos da Região Norte.

No subsistema Sudeste/Centro-Oeste, o principal do País, a carga encolheu 1% na comparação com junho do ano passado e 3,3% em relação a maio, para 36,166 mil MW médios. "A variação negativa em relação ao mesmo período do ano anterior incorpora os efeitos do feriado de Corpus Christi e dos jogos da Copa do Mundo ao longo do mês de junho. Além disso, destaca-se o desempenho da indústria que segue não apresentando uma dinâmica de crescimento bem definida", detalhou o ONS.

A carga do subsistema Sul cresceu 0,9% ante junho de 2013, mas encolheu 0,7% na relação com maio do ano passado, para 10,396 mil MW médios. Já na Região Nordeste, o indicador encolheu 0,3% na comparação anualizada e 4,8% na comparação mensal, a um total de 9,217 mil MW médios. Na Região Norte, a alta de 23,4% na comparação entre meses de junho seria revertida em uma queda de 1,2% não fosse o efeito da integração de Manaus ao Sistema Interligado.

No acumulado dos últimos 12 meses, ainda com base em números preliminares de junho, a carga apresentou alta de 4,9% ao final do mês, puxada pela expansão de 25% apurada na Região Norte, devido aos fatores já mencionados. Na sequência vem a alta de 5 5% na Região Sul, de 3,9% na Região Nordeste e de 2,8% no subsistema Sudeste/Centro-Oeste.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.