• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Vantagem » Acordo do BNP Paribas será justo e proporcional Maior banco da França pode ser condenado a pagar multa recorde de US$ 9 bilhões por promover transações financeiras com clientes da lista negra norte-americana

Estado de Minas

Publicação: 29/06/2014 20:28 Atualização: 29/06/2014 20:43

O ministro da economia da França, Arnaud Montebourg, disse que o acordo do BNP Paribas por ter violado a lei de sanções econômicas internacionais, que deve ser anunciado na segunda-feira, será justo e proporcional.

O maior banco da França pode ser condenado a pagar uma multa recorde de US$ 9 bilhões por promover transações financeiras com clientes da lista negra norte-americana. Entre 2002 e 2009, o BNP Paribas teria realizado transações com o Irã, Sudão e Cuba.

"Nós temos o direito de exigir um certo equilíbrio", disse Montebourg, em entrevista ao canal de televisão BFM.

Ele reiterou a declaração do ministro das Relações Exteriores, Laurent Fabius, de que a pena contra o BNP Paribas poderia prejudicar as negociações entre Estados Unidos e União Europeia para um acordo de comércio transatlântico. "Quando se trata do tratado transatlântico, a negociação se tornará mais difícil", disse o ministro. Fonte: Dow Jones Newswires

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.