• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

IPP » Índice de Preços ao Produtor cai 0,24% em maio, diz IBGE

Agência Estado

Publicação: 27/06/2014 09:43 Atualização:

O Índice de Preços ao Produtor (IPP), divulgado nesta sexta-feira (27) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), registrou queda de 0,24% em maio. A taxa de abril foi revisada de -0,38% para -0,41%. No acumulado de 2014, o indicador teve alta de 1,09%, e, em 12 meses, a taxa ficou em 6,59%.

Onze entre 23 atividades da indústria de transformação registraram aumento de preços em maio, de acordo com IPP, divulgado pelo IBGE. Em abril, dez atividades tinham verificado alta de preços.

As duas maiores variações de maio foram dos segmentos de máquinas, aparelhos e materiais elétricos (2,53%) e impressão (1 04%). As maiores quedas ocorreram em outros produtos químicos (-1,61%) e refino de petróleo e produtos de álcool (-1,45%).

As maiores contribuições para a deflação registrada pelo IPP no mês foram de outros produtos químicos (-0,18 ponto porcentual) e refino de petróleo e produtos de álcool (-0,17 ponto porcentual). Na direção oposta, evitaram uma queda maior de preços os setores de máquinas, aparelhos e materiais elétricos (com impacto positivo de 0,07 ponto porcentual) e fabricação de máquinas e equipamentos (+0,03 ponto porcentual).

Alimentos

De acordo com IPP), os produtos alimentícios ficaram mais baratos na porta de fábrica pelo terceiro mês consecutivo. A queda nos preços em maio foi de 0,07%.

Como consequência, a atividade de alimentos acumula um recuo de 1,55% nos preços este ano, de janeiro a maio. No entanto, no acumulado em 12 meses, a categoria ainda registra uma alta de 9 19%, embora venha desacelerando desde março, quando a taxa estava em 11,55%.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.