• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Previsão » Fipe revisa projeção para IPC de junho para 0,06%

Agência Estado

Publicação: 26/06/2014 13:32 Atualização:

A Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) informou nesta quinta-feira (26) que promoveu forte revisão para baixo em sua estimativa para a inflação no encerramento de junho, após o Índice de Preços ao Consumidor (IPC) de 0,03% da terceira quadrissemana do mês ter vindo muito abaixo do esperado. A Fipe agora espera um IPC de apenas 0,06% no fechamento de junho, ante previsão anterior de 0,26%, disse o coordenador do índice, André Chagas, em entrevista para comentar o dado. Se confirmada a expectativa, o IPC de junho será ainda mais baixo do que o de maio, de 0,10%, e muito inferior à marca de 0,32% de junho de 2013.

O IPC da terceira quadrissemana do mês surpreendeu não somente o mercado financeiro - as previsões coletadas pelo AE Projeções estavam entre 0,11% e 0,30% - como também a própria Fipe, que aguardava uma taxa de 0,15%. "O índice teve alta insignificante, com desaceleração de altas e quedas em vários grupos e subgrupos mas as maiores explicações continuam em Habitação, que deixa de ter contribuição negativa, mas segue bem comportada", afirmou. Habitação teve alta de 0,27%, ante expectativa da Fipe de 0,42%.

Segundo ele, a contribuição decisiva no grupo veio do item água e esgoto, com queda de 4,86%, ainda refletindo a redução do consumo de água pela população e o desconto na tarifa aos clientes que cortarem seu consumo em 20%, concedido pela Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp).

Outras participações importantes para uma inflação tão baixa no período vieram dos grupos Alimentação e Despesas Pessoais que também ficaram, ambos, abaixo do que a Fipe calculava. Alimentação caiu 0,26%, ante previsão de queda de 0,12%; e os preços de Despesas Pessoais em média cederam 0,36%, mais do que a baixa de 0,16% esperada pela Fipe. Para o encerramento do mês, as projeções da Fipe para Habitação, Alimentação e Despesas Pessoais são de, respectivamente, 0,29%, -0,24% e -0,26%.

Em Alimentação, o destaque foram os preços dos in natura (-5,03% para -5,99%) e dos semielaborados (-0,26% para -0,41%). Em Despesas Pessoais, o coordenador chamou a atenção para a deflação dos itens Viagem (Excursão), que caiu 3,67%, e passagem aérea (-6,10%).

Por enquanto, a estimativa para o IPC no fechamento de 2014 está mantida em 5,5%.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.