• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Consumidor » Procon-Móvel em Casa Amarela, Macaxeira e arredores

Publicação: 24/06/2014 15:19 Atualização:

Os moradores dos bairros de Casa Amarela, da Macaxeira e do seu entorno, passam a contar com os serviços do Procon-Móvel, a partir desta quarta-feira (25). A iniciativa está dentro do programa do governo de estado, coordenada por meio da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos e  Procon-PE, em parceria com o Ministério da Justiça.

Com este novo serviços, o consumidor poderá relatar seu problema para os atendentes, que juntamente com os advogados irão analisar o caso e direcionar para a resolução do conflito e buscar entendimento entre as partes. Para realizar a abertura de reclamação é preciso da carteira de identidade, CPF, comprovante de residência, além de documentos que possam comprovar a reclamação, como nota fiscal, ordem de serviço, faturas, comprovante de pagamento, contrato, entre outros.

As unidades móveis, micro-ônibus adaptados para atendimento – inclusive com acessibilidade – estarão  orientando o consumidor, que poderá realizar todo o processo antes feito apenas nas unidades físicas, segundo informações da assessoria de imprensa do Procon-PE. Com uma equipe de 10 arte-educadores, 6 atendentes e 3 assessores jurídicos, o Procon-Móvel estará atendendo nos dias 25, 27 e 30 na Facipe - Unidade Casa Amarela, que fica na Rua Tomé Dias, 201 em Casa Amarela, (próximo ao mercado público),  e no Parque da Macaxeira, Rua Cel. Jose do Rego Barros, (antiga fábrica da Macaxeira) ambos das 9h às 16h.

O Procon-Móvel foi lançando em janeiro e já atendeu os municípios de Paulista, Cabo de Santo Agostinho. Além do Recife, deverá atender ainda os consumidores de Olinda e de Jaboatão dos Guararapes.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.