• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Europa » BCE espera deterioração de expectativas para inflação

Agência Estado

Publicação: 21/06/2014 10:04 Atualização:

O Banco Central Europeu precisa ver a deterioração das expectativas para a inflação na zona do euro antes de embarcar em compras de ativos financeiros em larga escala, afirmou o presidente do BCE, Mario Draghi. Em entrevista ao jornal holandês De Telegraaf, ele afirmou que "a deterioração das expectativas de inflação a médio prazo" precisa acontecer antes que o banco adote uma flexibilização das restrições. Ainda de acordo com Draghi, tal flexibilização pode incluir a compra de títulos do governo e de empréstimos do setor privado.

Apesar da inflação baixa, Draghi disse que o BCE "não vê deflação no sentido de queda dos preços em toda a zona do euro". Segundo ele, o banco agora concentra seu foco no conjunto de medidas anunciadas no início deste mês para combater a baixa da inflação.

Em sua reunião de junho, o Conselho do BCE reduziu três de suas taxas básicas e anunciou um programa direcionado de operações de longo prazo (LTROs, na sigla em inglês), com valor estimado em 400 bilhões de euros, que será condicionado ao compromisso dos bancos de fazerem empréstimos para a economia real. As medidas foram anunciadas após a inflação anual da zona do euro cair para apenas 0,5% em maio, menor nível registrado em quatro anos e abaixo da meta do Banco Central Europeu, que é de cerca de 2%.

A atual taxa de inflação dificulta que os países europeus em pior situação econômica reduzam suas dívidas e custos trabalhistas a ponto de competir com a Alemanha ou com outros membros economicamente mais saudáveis da União Europeia. Se os preços caírem, os consumidores devem adiar suas compras, removendo um pilar importante para o crescimento da economia desses Estados.

Na entrevista, Draghi afirmou ainda que a promessa do BCE de liquidez ilimitada para os bancos da zona do euro até o final de 2016 serve como um sinal de como as taxas de juros de longo prazo do bloco monetário continuarão baixas. Quando perguntado sobre os problemas no Iraque, Draghi acrescentou que, se não houver valorização do euro, a alta nos preços do petróleo com certeza deve impactar a inflação. Fonte: Dow Jones Newswires.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.