• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Crise internacional » FMI diz que economia italiana continua frágil

Agência Estado

Publicação: 17/06/2014 15:58 Atualização: 17/06/2014 16:00

A Itália precisa urgentemente de reformas estruturais para se tornar um país mais dinâmico porque sua recuperação econômica continua frágil e os níveis de desemprego são inaceitavelmente altos, afirmou nesta terça-feira o Fundo Monetário Internacional (FMI) em relatório anual.

Segundo o FMI, a Itália precisa de uma iniciativa mais contundente para livrar os bancos de empréstimos inadimplentes, o que liberaria recursos para novos financiamentos.

Na avaliação do Fundo, os bancos italianos avançaram no reconhecimento de perdas, eliminando créditos de liquidação duvidosa e levantando um volume significativo de capital privado. A entidade lembrou, no entanto, que os empréstimos vencidos continuam crescendo e atingiram o nível recorde de 16% do total.

O FMI disse ainda que a Itália precisa se esforçar mais para reduzir seu enorme endividamento e fortalecer as finanças públicas. A conclusão de privatizações ajudaria nesse sentido, diz o Fundo.

"O plano de privatização está indo como planejado e nós o consideramos importante e ambicioso", disse o ministro de Economia italiano, Pier Carlo Padoan, durante coletiva de imprensa em que foi apresentado o relatório.

Para incentivar a economia, a prioridade da Itália deveria ser a introdução de medidas de reequilíbrio fiscal e de estímulo ao crescimento, como a redução da carga tributária da mão de obra, defendeu o FMI. Fonte: Dow Jones Newswires.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.