• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Pesquisa » Crescimento dos salários na zona do euro desacelera

Agência Estado

Publicação: 17/06/2014 10:25 Atualização:

O crescimento dos salários nos 18 países que compõem a zona do euro desacelerou nos primeiros três meses deste ano, enquanto os custos totais do trabalho também subiram em um ritmo mais lento, dois sinais de que pressões inflacionárias na região estão enfraquecendo.

No entanto, os números divulgados pela primeira vez pela agência de estatísticas da União Europeia, Eurostat, nesta terça-feira (17), mostraram que a taxa de abertura de vagas aumentou levemente no primeiro trimestre ante os últimos três meses do ano passado, o que sugere que a taxa de desemprego deverá continuar caindo nos próximos meses, embora não rapidamente.

A Eurostat disse que os salários dos trabalhadores cresceram 1 5% nos três meses até março em relação a igual período de 2013, após terem tido alta de 2% no trimestre anterior na mesma base de comparação.

Os custos totais do trabalho - que incluem tributos e outros custos para os empregadores - subiram 0,9% no primeiro trimestre na comparação anual, depois de avançarem 1,6% no último trimestre de 2013.

O crescimento dos salários ultrapassou o aumento dos preços ao consumidor durante o primeiro trimestre, um desdobramento que deve aliviar a pressão sobre as finanças domésticas e pode estimular a recuperação econômica.

Ainda de acordo com a Eurostat, 1,7% do total de empregos na zona do euro estava vago nos três meses até março, ante 1,6% nos três meses até dezembro.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.