• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Boletim » Focus mantém previsão de Selic em 11% ao ano em 2014

Agência Estado

Publicação: 16/06/2014 10:31 Atualização:

Os economistas consultados pelo Banco Central na pesquisa Focus divulgada nesta segunda-feira (16) mantiveram a previsão para a taxa Selic no fim de 2014 em 11,00% ao ano. Para 2015, a mediana ficou estável em 12% pela terceira semana consecutiva. Há um mês essas projeções eram, respectivamente, 11,25% ao ano e 12,25% ao ano. A taxa básica de juros está em 11,00% ao ano desde a última reunião do Comitê de Política Monetária (Copom), que ocorreu em 27 e 28 de maio.

A previsão para a Selic média em 2014 segue em 10,91%. Para 2015 recuou de 11,97% para 11,96%. Um mês antes, essas taxas estavam em 10,97% e 12,00% ao ano, respectivamente.

Nas estimativas do grupo dos analistas consultados que mais acertam as projeções, o chamado Top 5 da pesquisa Focus, a previsão para a Selic no fim de 2014, no médio prazo, segue estável em 11,25% pela terceira semana seguida e, para 2015, ficou estável em 11,63%. Há quatro semanas a projeção era, respectivamente, 11,50% ao ano e 13,00%. No curto prazo, a previsão para a Selic em 2014 segue em 11% há quatro semanas, para 2015, segue em 12,00%.

IGP-DI

A projeção para o Índice Geral de Preços - Disponibilidade Interna (IGP-DI) em 2014 caiu de 6,24% para 6,19%. O Índice Geral de Preços - Mercado (IGP-M), que corrige a maioria dos contratos de aluguel, recuou de 6,56% para 6,05%.

Quatro semanas atrás, o mercado previa para 2014 altas de 6,87% para o IGP-DI e de 7,11% para o IGP-M. Para 2015, a projeção para o IGP-DI segue em 5,50% há 29 semanas. Para o IGP-M, continua em 5,50% há 22 semanas.

A pesquisa também mostrou que a previsão para o Índice de Preços ao Consumidor (IPC) da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) em 2014 segue em 5,94%. Há um mês, a expectativa estava neste mesmo valor para o índice que mede a inflação ao consumidor em São Paulo.

Para 2015, a projeção subiu de 5,00% para 5,10%. Um mês antes a expectativa era de 4,80%. Os economistas também mantiveram estável, em 5,00%, a previsão para os preços administrados (as tarifas públicas) para 2014. Para 2015, a projeção aumentou de 6 50% para 6,85%. as projeções eram de, respectivamente, 4,95% e 6 28%.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.