• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Atividade econômica » Besi e Bradesco veem PIB desacelerando no 2º trimestre

Agência Estado

Publicação: 13/06/2014 10:35 Atualização:

O baixo crescimento de 0,12% em abril do índice de atividade econômica do Banco Central (IBC-Br), somado a outros indicadores já referentes a maio, mostra que a economia caminha para uma outra leitura fraca do PIB no segundo trimestre, para algo próximo de zero. A análise é do economista-sênior do Espírito Santo Investment Bank (Besi Brasil), Flávio Serrano.

"Com esse dado e com o que temos referente ao mês de maio caminhamos para outra leitura fraca de PIB, próxima de zero", disse. De acordo com ele, o dado veio muito próximo do que o Besi espera, como alta de 0,20% em abril ante março e queda de 2 2% na comparação com abril do ano passado.

Segundo Serrano, essa taxa próxima de zero esperada para o PIB do segundo trimestre vai ficar negativa ou positiva dependendo do comportamento do varejo em maio e junho já que a indústria anda mostrando desempenho fraco.

"Os dados referentes ao mês de abril sugeriam uma atividade estagnada. Afinal, a indústria recuou 0,3% e o varejo ampliado cresceu 0,6%", disse o economista. Ainda de acordo com Serrano, mesmo com uma recuperação no segundo semestre o PIB deve crescer apenas 1,2% em 2014.

Bradesco

Opinião semelhante tem o Bradesco, para quem a queda do IBC-Br de abril na comparação interanual é compatível com a expectativa do banco de desaceleração do PIB no segundo trimestre deste ano. Na comparação com abril de 2013, o índice de atividade econômica calculado pelo Banco Central recuou 2,29%. Entre março e abril, o dado mostrou expansão de 0,12%.

"Levando em conta a queda do indicador na comparação interanual e considerando-se outros indicadores coincidentes referentes a abril e maio, continuamos acreditando que o PIB do segundo trimestre apresentará desaceleração ante o período anterior", diz o banco em relatório para clientes. O Brasil registrou expansão de 0,2% no primeiro trimestre de 2014 ante o quarto trimestre de 2013.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.