• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Copa e turismo » Mexicanos continuam a desembarcar no Recife em clima de festa

Mirella Falcão - Diario de Pernambuco

André Clemente - Diario de Pernambuco

Publicação: 10/06/2014 10:40 Atualização: 10/06/2014 15:50

Mexicanos chegaram confiantes, animados e barulhentos para a acompanhar os jogos do México no Nordeste. Foto: Alcione Ferreira/DP/D.A Press
Mexicanos chegaram confiantes, animados e barulhentos para a acompanhar os jogos do México no Nordeste. Foto: Alcione Ferreira/DP/D.A Press
A chegada dos turistas mexicanos ao Recife para acompanhar os jogos da seleção na Copa do Mundo permanece a pleno vapor. Nesta terça-feira (10), um grupo de mais 450 torcedores desembarcou no Aeroporto Internacional dos Guararapes-Gilberto Freyre, por volta das 8h. O grupo é parte de um total de três mil mexicanos que devem invadir a capital pernambucana para empurrar a seleção do país nos jogos da primeira fase, que ocorrerão no Nordeste.

Os irmãos César e Roberto de La Cruz, de 35 e 37 anos, respectivamente, chegaram muito animados e barulhentos. Os torcedores, inclusive, estão bastante otimistas, já que desembarcaram segurando uma réplica da taça do mundial. “É a primeira vez que visitamos o Brasil e ficaremos até quando o México permenecer na disputa”, disse César de La Cruz.  

Um outro grupo de torcedores vai desembarcar por volta das 11h e também seguirá para o Porto do Recife, onde ficarão hospedados em um navio. Seis ônibus do primeiro grupo já partiram para o porto, enquanto outros sete aguardam a chegada dos demais. Amanhã (11), mais 52 ônibus estarão aguardando um novo grupo de torcedores. Na sexta-feira (13), todos os turistas seguirão de ônibus do Recife para Natal para acompanhar a estreia da seleção contra Camarões, na Arena das Dunas. Depois, os torcedores seguem de navio para Fortaleza, onde o escrete mexicano encara o Brasil.

A capital pernambucana será sede dos turistas mexicanos, que terão passagem em Natal (RN) e Fortaleza (CE). Apesar do volume representativo de estrangeiros, o trade turístico se queixa do impacto nada expressivo dessa chegada para o estado. O principal fator negativo é que todos eles ficarão hospedados no navio transatlântico MSC Divina, de bandeira panamenha, atracado no Terminal Marítimo, no Porto do Recife. Gestores do setor acreditam que essa “estada” onera o comércio e o turismo em geral.

O presidente da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes em Pernambuco (Abrasel-PE), Núncio Natrielli, destacou a perda para a gastronomia do estado. “Os hóspedes ficarão em navio, não precisam sair para comer ou beber, por exemplo. Quando estão em hotéis, eles saem pra fazer refeições fora e consomem. Sem isso, não há vantagem”, pontuou o presidente da ABHIH-PE.

Jorge Sales, vice-presidente da Associação Brasileira de Agências de Viagem em Pernambuco (Abav-PE), ratifica o “prejuízo” para o turismo local. “O máximo que a organização da viagem nos permitiu foi colocar um stand no Porto do Recife para apresentar alguns pontos turísticos da cidade. Para tentar salvar Pernambuco, vamos fazer traslado em Porto de Galinhas, Fazenda Nova, Caruaru, para mostrar os locais e voltar no mesmo dia, sem pernoite porque eles têm que voltar e dormir no navio”, ressaltou.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.