• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Varejo » Dia dos Namorados não precisa competir com o futebol, segundo a Sociomantic

Agência O Globo

Publicação: 06/06/2014 09:24 Atualização:

Perder a oportunidade do Dia dos Namorados deste ano é um grande receio para o varejo eletrônico brasileiro , já que a abertura do maior evento de futebol do mundo acontece no mesmo dia da tradicional data dos casais (12 de junho).

Segmentos como o de  viagens, roupas, acessórios, flores e perfumes podem perder completamente o apelo se não tiverem uma estratégia de comunicação bem planejada para a data. Em 2013, o faturamento das lojas com vendas online cresceu 39%, segundo dados da Braspag, número que atesta a importância do Dia dos Namorados no e-commerce brasileiro.

O receio do varejo foi tão grande a ponto de uma uma campanha ser lançada na internet em busca de reunir marcas e descontos com o objetivo de convencer os casais a anteciparem a comemoração do Dia dos Namorados para 11 de Junho e já ganhou muitos adeptos. Mesmo assim o desafio continua sendo posicionar adequadamente e dar destaque aos produtos relacionados à data em meio a uma enxurrada de anúncios relacionados ao Mundial.

A mídia programática, uma das principais tendências de marketing digital para 2014, é uma alternativa que pode suprir a necessidade de criar anúncios personalizados com base nas preferências de compras dos casais e capturar essa audiência já cativa para a receita anual do comércio eletrônico.

Isso porque, segundo Francisco Morales, Diretor da Sociomantic, líder global em mídia programática, mesmo no contexto de um megaevento esportivo, o Dia dos Namorados funciona como uma vitrine lotada de produtos que concorrem pela atenção do consumidor em um mesmo segmento. Investir na mídia programática ajuda a atrair a atenção do consumidor indeciso, sem que ele esqueça desta data comemorativa, e o auxilia a compreender que a marca anunciante oferece o que há de melhor na sua categoria de compra.

"A Sociomantic oferece um modelo de publicidade orientado à personalização da oferta, evitando que o consumidor seja impactado mais de uma vez por um produto já adquirido ou fora de seu campo de interesse", explica o executivo.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.