• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Risco de greve » Aumento da Polícia Federal está sob risco

Correio Braziliense

Publicação: 05/06/2014 08:57 Atualização:

Os policiais federais correm o risco de não receber este ano o aumento de 12% acordado com o governo. A razão disso é que o Projeto de Lei de Alteração da Lei de Diretrizes Orçamentárias (PLN 5), que foi encaminhado na última segunda-feira (2) pela ministra do Planejamento, Miriam Belchior, só será votado na Comissão Mista de Orçamento (CMO) na próxima terça-feira (10). Se não ocorrer a votação, e o acordo for rompido, a greve da PF pode ocorrer, como alertou Jones Leal, presidente da Federação Nacional de Policiais Federais (Fenapef).

O presidente da CMO, deputado Devanir Ribeiro (PT-SP), afirmou que, embora seu relatório já esteja pronto, ainda precisa ser votado no Congresso na data reservada pelo calendário. E um dos problemas que a PLN 5 pode enfrentar é a falta de quórum. No mesmo dia, o PMDB realizará sua convenção nacional, na qual muitos deputados e senadores da legenda estarão presentes. Outro fator contrário à votação, segundo Ribeiro, é que o projeto ficou para ser votado após os vetos no Congresso. “Quando há vetos para serem votados, normalmente a pauta fica trancada”, explicou o deputado.

Segundo ele, embora exista o interesse do governo em aprovar, também há resolução da Casa no sentido de não votar o projeto antes de 4 de julho, data limite para o aumento valer este ano. “Depois disso, começa o período eleitoral, quando não é permitido alterações no Orçamento”, acrescentou. O deputado Cláudio Puty (PT-PA) afirma que há esforço para aprovar o projeto na próxima terça-feira, dois dias antes da abertura da Copa.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.