• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Nova Descoberta » Vigilância Sanitária do Recife interdita supermercado Estrela por cinco dias

Publicação: 30/05/2014 09:58 Atualização: 30/05/2014 10:20

Supermercado Estrela, em Nova Descoberta, apresentou várias irregularidades durante inspeção sanitária (Secretaria de Saúde do Recife/Divulgação)
Supermercado Estrela, em Nova Descoberta, apresentou várias irregularidades durante inspeção sanitária
A Vigilância Sanitária do Recife interditou por cinco dias, no da tarde de ontem (29), o supermercado Estrela, localizado no Largo Dona Regina, no bairro de Nova Descoberta, Zona Norte do Recife. Na inspeção, os fiscais do órgão identificaram 261,6 quilos de alimentos impróprios para o consumo e constataram que o estabelecimento descumpria diversas exigências sanitárias. A administração da loja responderá a processo administrativo e pode receber multa que varia de R$ 40 a R$ 400 mil.

Segundo a Vigilância, foram encontrados 216 quilos de margarinas armazenadas de forma inadequada, 23,7 quilos de ração canina fora do prazo de validade, 258 ovos com mofo e larvas, carnes com as características (cor, odor e textura) alteradas, alimentos defumados com fungos e molhos prontos com validade vencida.

No local, também foram observadas condições de higiene precárias, presença de insetos (baratas), vestígios de roedores, instalações deficientes e paredes apresentando muita umidade e mofo.

Nesta sexta-feira (30), uma equipe de inspetores químicos da Vigilância Sanitária do Recife voltará ao estabelecimento para verificar produtos com possível fabricação clandestina. O supermercado ficará fechado pelo período estipulado para corrigir os problemas e terá 15 dias para apresentar defesa. A direção não se pronunciou sobre a interdição.

Histórico

Embora localizado na periferia do Recife, o Estrela é a 16ª rede varejista que sofre interdição por irregularidades sanitárias na cidade, entre os meses de março e maio. Nesse período, as bandeiras Extra, Pão de Açúcar, Carrefour, Extrabom, Bompreço, Makro, Deskontão, Kennedy, Leão, Styllos, Frutão, Todo Dia, Atacadão, RM Express e Arco-Íris já haviam sido alvo da operação de fiscalização realizada este ano, com interdição parcial, total ou autuação por irregularidades sanitárias.

Os últimos estabelecimentos interditados na operação de fiscalização realizada pela Vigilância Sanitária e Procon-PE, como apoio do Ministério Público do Estado de Pernambuco (MPPE), Delegacia do Consumidor, Instituto de Pesos e Medidas (Ipem-PE) e Agência de Defesa Agropecuária de Pernambuco (Adagro-PE), foram os supermercados Bompreço e Carrefour, em Boa Viagem, e Arco-Íris, no Ipsep, na última quarta-feira (28).

Com a interdição do estrela, subiu para 26 o número de supermercados interditados totalmente ou parcialmente pelo Procon-PE e Vigilâncias Sanitárias, no Grande Recife. Além da capital, Olinda, Camaragibe e Cabo de Santo Agostinho também tiveram estabelecimentos fechados.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.