• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Fundo » Diretoria executiva do Petros chancela compra de CCBs

Agência Estado

Publicação: 29/05/2014 08:59 Atualização:

Quatro gerentes do fundo de pensão dos funcionários da Petrobras foram implicados no relatório da Comissão de Inquérito instalada pelo BC para analisar irregularidades ocorridas no banco BVA, como revelou ontem (28) jornal “O Estado de S. Paulo”.

Há indícios, segundo o BC, de os gestores terem agido em conluio com executivos do banco em empréstimos concedidos à empresa Vidax Teleserviços, por meio da Providax. Estes empréstimos teriam por objetivo desviar recursos do banco já que foram direcionados à empresa sem condições financeiras de honrar compromissos.

Entre 2011 e 2012 foram concedidos dois empréstimos no valor aproximado de R$ 100 milhões. Destes empréstimos originaram-se Cédulas de Crédito Bancário (CCB) que estavam de posse do Petros, que inclusive ingressou com ação de execução na Justiça. Mas o BC diz que há documentos que provam que os recursos do Petros foram repassados à empresa antes de se originar a CCB, o que demonstraria um empréstimo direto, o que é vedado à fundações.

O fundo informou por meio de nota que "todos os investimentos da Petros passam por uma análise técnica da gerência de Novos Projetos. Encaminha para um Comitê formado por cinco gerentes executivos da Diretoria de Investimentos da Fundação. Este comitê recomenda ou não as operações para posterior deliberação da Diretoria Executiva. Após a aprovação, o processo segue para a gerência Jurídica". "A compra das CCBs seguiu rigorosamente os critérios de governança do fundo."

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.