• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Pirâmide » FBI investiga TelexFree e pede ajuda a divulgadores

André Clemente - Diario de Pernambuco

Publicação: 23/05/2014 16:23 Atualização: 23/05/2014 17:06

O FBI (Federal Bureau of Investigation), polícia federal norte-americana, está oficialmente na investigação do caso TelexFree. A empresa é investigada internacionalmente pela suspeita de cometer crime contra a economia popular (pirâmide financeira). No Brasil, são mais de um milhão de pessoas integrando o serviço. A polícia solicita que os que se considerem lesados passem as informações da empresa e qualquer dado adicional, como valores investidos e atividade. O FBI garante sigilo das informações obtidas e a colaboração garante a inclusão na lista de possíveis ressarcimentos.

Na página oficial do FBI (também possível em versão português/brasileiro), é informado que devido ao grande número de vítimas potenciais, seria impraticável falar com cada um individualmente. Com base nas respostas fornecidas, o divulgador pode ser contactado por um agente especial do órgão de ivnestigação. Independentemente disso, o nome é adicionado à lista de vítimas potenciais após o envio do formulário preenchido.

O FBI possui um sistema de notificação que irá manter os colaboradores informados sobre o progresso potencial em qualquer investigação federal que vierem a desenvolver, conforme apropriado, bem como fornecer informações atualizadas sobre os direitos dos investidores.

Veja a comunicação do FBI:

"O grande número de possíveis vítimas exige que pedimos a sua ajuda através do preenchimento do questionário on-line seguro. Suas respostas são voluntárias, mas seria útil na investigação federal e para identificá-lo como uma vítima."

Acesse o formulário aqui

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.