• (1) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Malha aérea » Pernambuco terá R$ 216 milhões para reformar nove aeroportos

Mirella Falcão - Diario de Pernambuco

Publicação: 22/05/2014 15:14 Atualização: 22/05/2014 16:35

Foto: Alcione Ferreira/DP/D.A Press
Foto: Alcione Ferreira/DP/D.A Press
A malha aérea de Pernambuco terá um investimento de peso de R$ 216 milhões para reforma de aeroportos e terminais. O anúncio foi feito nesta quinta-feira (22), pelo ministro-chefe da Aviação Civil, Moreira Franco, durante a assinatura da outorga para exploração do Aeródromo Coroa do Avião, em Igarassu.

Segundo o ministro, o montante faz parte de um investimento total de R$ 1 bilhão em 270 aeroportos regionais brasileiros que já existem e passarão por reformas. Desses terminais, 63 estão localizados na Região Nordeste e nove em Pernambuco. Os aeroportos contemplados serão os das cidades de Afogados da Ingazeira, Araripina, Arcoverde, Caruaru, Fernando de Noronha, Garanhuns, Salgueiro, Serra Talhada e Petrolina.  

De acordo com Moreira Franco, projetistas da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) já encaminharam os projetos com as reformas necessárias para que esses aeroportos possam receber voos regulares de empresas aéreas como Gol, TAM e Azul. Alguns terminais precisam ampliar as pistas e outros terão de erguer um novo terminal de passageiros.

A previsão é que as obras comecem no segundo semestre deste ano. Já o início das operações nesses aeroportos deve ocorrer em 2015. O ministro destacou, ainda, que o governo estuda um subsídio para tornar as tarifas aéreas nessas cidades competitivas em relação aos bilhetes de ônibus.

Aeródromo
Foto: Alcione Ferreira/DP/D.A Press
Foto: Alcione Ferreira/DP/D.A Press

O anúncio realizado na manhã de hoje não inclui o Aeródromo Coroa do Avião, uma vez que, conforme explicou Moreira Franco, ele é destinado a voos executivos e não regulares. A inauguração de modelos de empreendimentos como o de Igarassu contribuirá para desafogar os aeroportos nas grandes capitais. Ele esclareceu que hoje um jato para dez pessoas utiliza a mesma infraestrutura de tempo e espaço que um avião para 200 pessoas.

O Aeródromo Coroa do Avião é um empreendimento 100% privado e recebeu um investimento de R$ 60 milhões da Gran Marco Construtora. O projeto tem uma pista de 1,2 mil metros, tamanho próximo de um aeroporto como o Santos Dumont (1,3 mil metros), no Rio de Janeiro, e já recebe 60 pousos e decolagens por mês. É o primeiro do país a receber uma outorga para exploração comercial.

O novo terminal vai receber voos executivos, o que desafogará o fluxo no Aeroporto Internacional do Recife/Guararapes - Gilberto Freyre. Essa mudança na configuração do aeroporto é uma das frentes de ação do Programa de Investimento em Logística: Aeroportos, que busca a exploração comercial de terminais privados dedicados exclusivamente à aviação geral.

São os chamados "aeroportos executivos", muito comuns em países da Europa e Estados Unidos. Nesse tipo de aeródromo não são permitidas as operações de voos regulares.

Esta matéria tem: (1) comentários

Autor: Ana Oliveira
Precisam olhar a invasão que estar acontecendo no muro do aeroporto com a Av.Recife na altura da Jean Emile favre | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.