• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Pesquisa mensal » Indústria cortou 69 mil vagas em abril, segundo o IBGE

Agência Estado

Publicação: 22/05/2014 10:38 Atualização:

A indústria cortou 69 mil postos de trabalho na passagem de março para abril, segundo os dados da Pesquisa Mensal de Emprego (PME) divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), nesta quinta-feira (22). A queda foi de 1,9% no pessoal ocupado no setor. Em relação a abril de 2013, houve recuo de 2%, com a eliminação de 73 mil vagas.

Na construção, o número de empregados caiu 0,9% em abril ante março, 16 mil operários a menos. Em relação a abril de 2013, a queda foi de 3,1%, com a dispensa de 54 mil trabalhadores.

Na direção oposta, o comércio contratou 45 mil trabalhadores na passagem de março para abril, alta de 1,1% no pessoal ocupado. Em relação a abril de 2013, entretanto, houve queda na mesma magnitude, de 1,1%, 48 mil empregados a menos.

A atividade de serviços prestados a empresas teve aumento de 0 8% no número de vagas em abril ante março, mais 29 mil contratações. Em relação a abril de 2013, a alta foi de 1,3%, 50 mil vagas a mais.

No setor de educação, saúde e administração pública, houve elevação de 0,5% no pessoal ocupado em abril ante março, 20 mil empregados a mais, e aumento de 0,8% na comparação com abril do ano passado, com 29 mil novas vagas.

Nos serviços domésticos, o pessoal ocupado aumentou 3,5% na passagem de março para abril, 47 mil trabalhadores a mais, mas teve queda de 0,2% em relação a abril de 2013, com a saída de 3 mil trabalhadores. Na categoria de outros serviços, o pessoal ocupado encolheu 0,8% em abril ante março, menos 35 mil vagas, mas aumentou 2,6% ante abril de 2013, com a criação de 106 mil vagas.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.