• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Paralisação » Protesto pede interdição do prédio do INSS na Avenida Mário Melo

Thatiana Pimentel

Publicação: 13/05/2014 20:46 Atualização: 13/05/2014 22:26

Após um curto-circuito na manhã desta segunda-feira (12) na sede da gerência executiva do INSS, na Avenida Mário Melo, o Sindicato dos Trabalhadores Públicos Federais em Saúde e Previdência Social de Pernambuco (Sindsprev) realizou na manhã desta terça-feira (13) uma manifestação para pedir a interdição do prédio. O expediente foi paralisado enquanto os 400 servidores que trabalham no local reclamavam nas instalações físicas da gerência do INSS.

Segundo o secretário geral do Sindsprev, Luiz Eustáquio, este é o segundo curto-circuito no prédio desde o início deste ano. "Foi um acidente que poderia ter posto fogo no prédio inteiro. São nove andares por onde passam por dia cerca de 800 pessoas, além dos funcionários, e não existem saídas de incêndio adequadas. Diante disso nós entedemos que precisamos intervir para garantir a vida das pessoas. Essa é uma demanda antiga. Já relatamos ao INSS que o prédio não oferece mais condições seguras de trabalho. As instalações são antigas, problemas estruturais e infiltrações. Além disso, o prédio também abriga a unidade de reabilitação profissional, o que significa que pessoas com deficiências transitam no local diariamente. Por isso estamos lutando, pelo risco que a situação apresenta", afirma.

Ainda de acordo com Eustáquio, como o INSS não aprova uma paralisação ou uma mudança imedita dos funcionários, o Sindsprev enviou nesta terça-feira uma pedido ao Ministério Público do Trabalho de Pernambuco solicitando a interdição imediata do prédio. "Também pedimos uma avaliação total para o Corpo de Bombeiros de Pernambuco", detalha.

Em nota oficial, o INSS informou que no dia do incidente, houve uma liberação de arco elétrico que gerou queima de alguns equipamentos dentro do quadro elétrico, especificamente duas chaves seccionadoras e cabos.Não houve incêndio, mas devido à falta de energia, os servidores foram liberados e o atendimento aos segurados foi paralisado.

O texto explica que hoje (13), uma avaliação completa da situação foi realizada pela equipe técnica da empresa de manutenção predial e do setor de engenharia do órgão para prever as medidas necessárias ao restabelecimento do sistema elétrico das unidades o mais rápido possível, bem como a substituição dos equipamentos danificados e uma vistoria nas instalações elétricas do prédio."Amanhã (14) a agência volta a funcionar normalmente, com atendimento ao público. O INSS informa também que já existe um projeto em andamento para reformar o prédio. Encontra-se em fase de contratação de empresa para elaboração de projeto executivo, etapa necessária para dar seguimento ao procedimento licitatório."

Greve
Nesta quarta-feira (14) a agência do INSS da Mário Melo irá funcionar mas na próxima quinta-feira (15) os servidores da previdência farão uma paralisação nacional. Para Luiz Eustáquio, Pernambuco deverá ter a adesão dos 1,8 mil funcionários lotados no estado. "Todas as agências irão parar. Entre os itens que estamos pleiteando estão a melhoria das condições de trabalho, aumento salarial, a implantação do Plano de Cargos e Carreiras (PCC) e uma aposentadoria digna. Hoje, o funcionário do INSS que se aposentada tem uma perda de 40% no salário", completa. Dependendo da negociação, Eustáquio adianta que os funcionários do INSS poderão entrar em greve ainda este mês.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.