• (1) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Interditado » Extrabom de Boa Viagem reembalava produtos vencidos e o depósito estava com ratos e baratas

Mirella Falcão - Diario de Pernambuco

Publicação: 13/05/2014 14:35 Atualização: 14/05/2014 12:55

Alguns alimentos do Extrabom estavam com temperatura de conservação inadequada e eram reembalados quando vencidos, segundo a fiscalização (Secretaria de Saúde do Recife/Divulgação)
Alguns alimentos do Extrabom estavam com temperatura de conservação inadequada e eram reembalados quando vencidos, segundo a fiscalização
Mais um supermercado é fechado no Recife. O Extrabom de Boa Viagem foi interditado devido à venda de produtos vencidos e mal acondicionados, além da falta de higiene nas área de açougue e do estoque, sendo encontrado ratos e baratas. O supermercado é reincidente, segundo os órgãos de fiscalização.

Saiba mais...
Procon-PE e Vigilância Sanitária interditam por cinco dias o supermercado Carrefour, na Torre Supermercados Todo Dia e Kennedy são interditados por cinco dias pelo Procon-PE e Vigilância Sanitária de Olinda Vigilância Sanitária de Olinda interdita lanchonete Fonte de Mel no HiperBompreço de Casa Caiada Vigilância e Procon-PE interditam por cinco dias supermercados Frutão e Sttyllo, em Campo Grande Vigilância Sanitária e Procon-PE voltam a interditar o Bompreço de Casa Amarela por dois dias Vigilância Sanitária e Procon-PE interditam por cinco dias supermercado Deskontão, na Ceasa Vigilância Sanitária encontra alimentos descongelados no Makro da Avenida Recife Após nova vistoria, Vigilância Sanitária libera reabertura do Bompreço de Casa Amarela Vigilância Sanitária autoriza reabertura do Carrefour Em nova fiscalização, Vigilância Sanitária apreende duas toneladas de alimentos impróprios no Extrabom de Casa Amarela Vigilância Sanitária e Procon-PE interditam Carrefour da Avenida Domingos Ferreira, em Boa Viagem Vigilância Sanitária encontra alimentos fora da validade no Pão de Açúcar da Av. Rosa e Silva Vigilância Sanitária interdita Supermercado Extra, na Avenida João de Barros, após fiscalização Reincidente, supermercado Extrabom de Boa Viagem é interditado por cinco dias pela Vigilância Sanitária e Procon-PE Extrabom de Água Fria também está interditado e grupo já soma três lojas fechadas pela fiscalização neste ano
No dia 02 de maio, foi realizada uma vistoria e entregue a empresa uma relação de itens que deveriam ser adequados com as normas do Código de Defesa do Consumidor. Na ocasião, os inspetores da Vigilância Sanitária encontraram alimentos mantidos em temperaturas inadequadas e com prazo de validade vencido, sendo apreendidos 132 kg de produtos.

"Quando voltamos hoje para entregar a notificação, a situação estava pior. Encontramos baratas e ratos mortos no depósito. Também tinham muitos produtos estragados, descongelados e vencidos, e ainda ralos abertos", descreveu a gerente de Vigilância à Saúde do Distrito Sanitário 6, Andréa Lima. "Decidimos pela interdição pelo fato de o supermercado ser reincidente e pelo risco iminente à saúde", explicou ela.

Cerca de 150 quilos de alimentos foram apreendidos."Entre os produtos que estavam vencidos, havia um fardo de charque que estava sendo reembalado com um novo prazo de validade", conta Lima. Embutidos, salames e linguiças também estão sendo comercializado com o prazo de consumo expirado. O setor de pescados ainda estava com temperatura inadequada. "O espaço do açougue ainda estava muito sujo", detalha ela.

A direção do Grupo Extrabom diz que "em razão da notificação da Vigilância Sanitária, irá tomar todas as medidas que forem necessárias para se adequar ao que está sendo solicitado. A direção também garante que não faz parte da cultura e das diretrizes da empresa oferecer produtos impróprios para consumo aos seus clientes".

De acordo com os órgãos, o estabelecimento pode receber multas que variam entre R$ 40 mil e R$ 2 milhões.


Os últimos estabelecimentos interditados durante a operação haviam sido o Carrefour, localizado na Torre, e o HiperBompreço de Casa Forte, no bairro homônimo, na semana passada. O Hiper Casa Forte também interditado, ontem (12), um depósito de alimentos por várias irregularidades. Com a interdição de hoje, subiu para 16 o número de supermercados fechados totalmente ou parcialmente pelos órgãos de fiscalização entre os meses de março e maio.

No Recife, as interdições anteriores ocorreram nas redes Frutão e Sttyllo, Extra, da Avenida João de Barros (cinco dias), Pão de Açúcar da Avenida Rosa e Silva (interdição no setor de refeições, liberada no mesmo dia após as correções), Extrabom e Bompreço (cinco dias), em Casa Amarela, Carrefour (cinco dias), na Avenida Domingos Ferreira, em Boa Viagem, Deskontão (cinco dias), na Ceasa, no Curado e Kennedy e Leão, ambos no Cordeiro. Em Olinda, as interdições aconteceram nos supermercados Kennedy e Todo Dia, em Peixinhos.

Esta matéria tem: (1) comentários

Autor: Edmar Brasil
Até agora eu não entendi o caso do Hiper Casa Forte, foi INTERDITADO TOTALMENTE na 5ª feira e já reabre liberado na 6ª feira, segundo a MOÇA da PCR com tudo corrigido durante a madrugada, NEM A PAU JUVENAL ! Só pra descongelar e limpar totalmente a Cãmara Frigirifica leva mais de 24 horas. E as mães | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.