• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Fiscalização » Reincidente, supermercado Extrabom de Boa Viagem é interditado por cinco dias pela Vigilância Sanitária e Procon-PE

Augusto Freitas

Publicação: 13/05/2014 13:55 Atualização: 13/05/2014 14:12

Fiscais do Vigilância Sanitária e do Procon-PE voltaram ao Extrabom de Boa Viagem e encontraram novas falhas (Divulgação/Secretaria de Saúde do Recife)
Fiscais do Vigilância Sanitária e do Procon-PE voltaram ao Extrabom de Boa Viagem e encontraram novas falhas
A fiscalização nos supermercados, realizada pelo Procon-PE e Vigilância Sanitária, com apoio do Ministério Público de Pernambuco (MPPE), Agência de Defesa Agropecuária de Pernambuco (Adagro-PE), Instituto de Pesos e Medidas (Ipem-PE) e Delegacia do Consumidor), interditou, no início da tarde desta terça-feira (13), mas um supermercado da Zona Sul do Recife: o Extrabom de Boa Viagem. A punição vale por cinco dias contados a partir de hoje.

Saiba mais...
Procon-PE e Vigilância Sanitária interditam por cinco dias o supermercado Carrefour, na Torre Supermercados Todo Dia e Kennedy são interditados por cinco dias pelo Procon-PE e Vigilância Sanitária de Olinda Vigilância e Procon-PE interditam por cinco dias supermercados Frutão e Sttyllo, em Campo Grande Vigilância Sanitária e Procon-PE voltam a interditar o Bompreço de Casa Amarela por dois dias Vigilância Sanitária e Procon-PE interditam por cinco dias supermercado Deskontão, na Ceasa Vigilância Sanitária e Procon-PE interditam Carrefour da Avenida Domingos Ferreira, em Boa Viagem Procon de Jaboatão dos Guararapes interdita mais um supermercado Procon interdita supermercado em Jaboatão Procon e Vigilância Sanitária interditam dois supermercados da Rede Sim Procon interdita padaria do Bompreço, em Candeias Fiscais interditam depósito de alimentos do Hiper Bompreço de Casa Forte Carrefour da Torre e Hiper de Casa Forte são interditados por cinco dias em operação de fiscalização Além do Carrefour da Torre, Hiper de Casa Forte também é interditado Vigilância Sanitária de Olinda interdita lanchonete Fonte de Mel no HiperBompreço de Casa Caiada Segunda inspeção da Vigilância Sanitária e do Procon-PE interdita supermercado Arco-Íris, no Ipsep Nova operação interdita por cinco dias supermercado Extra de Boa Viagem Vigilância Sanitária e Procon-PE interditam por quatro dias supermercado Bompreço em Boa Viagem Extrabom de Água Fria também está interditado e grupo já soma três lojas fechadas pela fiscalização neste ano Extrabom de Boa Viagem reembalava produtos vencidos e o depósito estava com ratos e baratas
Segundo os fiscais envolvidos na operação, o Extrabom, que fica na esquina entre as ruas Ernesto de Paula Santos e Visconde de Jequitinhonha, apresentou, entre outras irregularidades, produtos fora da validade, mal acondicionados e com temperatura inadequada.

Essa é a terceira vez que o supermercado recebe a vista da Vigilância Sanitária encontrando os mesmos problemas. Nas outras fiscalizações, os produtos foram retirados das prateleiras e realizadas notificações de advertências. De acordo com os órgãos, o estabelecimento pode receber multas que variam entre R$ 40 mil e R$ 2 milhões. Até o momento, a rede varejista Extrabom não se procnunciou sobre a interdição.

Os últimos estabelecimentos interditados durante a operação haviam sido o Carrefour, localizado na Torre, e o HiperBompreço de Casa Forte, no bairro homônimo, na semana passada. O Hiper Casa Forte também interditado, ontem (12), um depósito de alimentos por várias irregularidades. Com as interdições de hoje, subiu para 16 o número de supermercados interditados totalmente ou parcialmente pelos órgãos de fiscalização entre os meses de março e maio.

No Recife, as interdições anteriores ocorreram nas redes Frutão e Sttyllo, Extra, da Avenida João de Barros (cinco dias), Pão de Açúcar da Avenida Rosa e Silva (interdição no setor de refeições, liberada no mesmo dia após as correções), Extrabom e Bompreço (cinco dias), em Casa Amarela, Carrefour (cinco dias), na Avenida Domingos Ferreira, em Boa Viagem, Deskontão (cinco dias), na Ceasa, no Curado e Kennedy e Leão, ambos no Cordeiro. Em Olinda, as interdições aconteceram nos supermercados Kennedy e Todo Dia, em Peixinhos.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.