• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Supermercados » Fiscais interditam depósito de alimentos do Hiper Bompreço de Casa Forte

Publicação: 12/05/2014 16:33 Atualização: 12/05/2014 21:28

Loja foi fechada na última quinta-feira por más condições de higiene. Foto: Sávio Gabriel/DP/D.A Press
Loja foi fechada na última quinta-feira por más condições de higiene. Foto: Sávio Gabriel/DP/D.A Press
Apenas cinco dias depois de ser interditado pela operação conjunta de fiscalização dos supemercados do Grande Recife, o Hiper Bompreço de Casa Forte voltou a receber, na tarde desta segunda-feira (12), fiscais da Vigilância Sanitária, Procon-PE e Delegacia do Consumidor. Os fiscais interditaram um depósito de alimentos que funciona no subsolo do estabelecimento por más condições de higiene.

De acordo com os fiscais, o depósito - que armazena produtos industrializados, como biscoitos, massas e enlatados - não foi verificado na última quinta-feira (8) porque "estava obstruído". "Depois da reabertura da loja, a Vigilância Sanitária recebeu denúncias sobre as condições de higiene do local. Encontramos infiltrações e tubulação de esgoto exposta, formando poças", explicou Geise Belo, chefe do setor de controle de alimentos da Vigilância Sanitária.

Geise calcula que exista mais de uma tonelada de alimentos armazenada no depósito. Os fiscais deram um prazo de 24 horas para que a rede Walmart, controladora do HiperBompreço, apresente um plano de revitalização e requalificação do local. Até lá, os produtos ficarão retidos. Também será aberto um processo administrativo contra a empresa, que pode gerar de uma advertência à multa de R$ 400 mil.

Os fiscais também voltaram a vistoriar a loja, mas não identificaram irregularidades. Por isso, ela seguirá funcionando. Na quinta-feira passada, a loja foi fechada por ter apresentado, segundo os fiscais, péssimas condições de higiene, com a presença de fezes de ratos nos fardos da carne de charque, baratas e moscas. Na câmara fria do estabelecimento, policiais da Delegacia do Consumidor flagraram uma grande quantidade de queijo e carnes (com cor esverdeada) em estado de decomposição, embaladas para a venda. Também foram encontrados produtos impróprios para o consumo na área de hortifrúti.

A rede Walmart conseguiu a desinterdição já na sexta-feira (9).

*Com informações do repórter Sávio Gabriel

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.