• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Planos de saúde » Ampliado tratamento para câncer

Rosa Falcão

Publicação: 12/05/2014 14:58 Atualização: 12/05/2014 16:56

A partir de hoje, os consumidores de planos de saúde passam a receber medicamentos contra efeitos colaterais do tratamento de câncer, sem custo adicional. A medida consta na Resolução Normativa 349 da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), publicada no Diario Oficial da União.

As operadoras terão que fazer a distribuição de oito grupos de medicamento de uso domiciliar relacionados ao tratamento quimioterápico oral ou venoso. Com isso,
o tratamento oral para efeitos colaterais de câncer, que era feito em hospitais e clínicas, poderá ser feito em casa.

"A inclusão de medicamentos orais para o câncer, em vigor desde janeiro deste ano, e, agora, a inclusão também dos que tratam os efeitos colaterais terá impacto direto na saúde e no bem-estar do usuário, além de reduzir o atendimento hospitalar", ressalta o diretor-presidente da ANS, André Longo.

Desde janeiro deste ano com Llei 12.880/2013, o tratamento para o câncer com medicamentos via oral foi incluído no novo Rol de Procedimentos e Eventos em Saúde da ANS. Cerca de 10 mil pessoas já recebem dos planos de saúde medicação oral para tratamento de câncer em casa, conforme estimativa da agência reguladora.

A distribuição dos medicamentos para efeitos colaterais seguirá o mesmo modelo da medicação oral para o câncer, ou seja, fica a cargo de cada operadora. A entrega dos remédios poderá ser feito pela operadora diretamente ao paciente; ou ser comprado pelo usuário em farmácia conveniada; ou, ainda, adquirido pelo paciente com posterior reembolso.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.