• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Turismo » Dilma sanciona projeto que estabelece visto online para turistas estrangeiros Nova lei deve facilitar a vinda de turistas internacionais ao país

Juliana Cavalcanti

Publicação: 07/05/2014 20:24 Atualização: 07/05/2014 21:05

Visto online deve ajudar a aumentar número de turistas estrangeiros no Brasil / Foto: Marianna Rios/CB/D.A Press (Visto online deve ajudar a aumentar número de turistas estrangeiros no Brasil / Foto: Marianna Rios/CB/D.A Press)
Visto online deve ajudar a aumentar número de turistas estrangeiros no Brasil / Foto: Marianna Rios/CB/D.A Press
A presidente Dilma Rousseff sancionou a lei que altera a concessão de vistos para estrangeiros, permitindo que o processo seja realizado por meio eletrônico. Com a publicação no Diário Oficial da União desta quarta-feira, a expectativa é que no curto prazo sejam implementados os novos procedimentos, facilitando a entrada de estrangeiros no Brasil. Para o Ministério do Turismo a medida deve influenciar no aumento do número de turistas internacionais.

"O visto eletrônico vai permitir todo o processo seja feito pela internet e o pagamento das taxas, através de operações bancárias. É um modelo menos burocrático e deve ter impacto significativo na atração de turistas para o Brasil. O país recebeu uma média de 5 milhões de visitantes estrangeiros nos últimos 10 anos, mas tem capacidade de captar pelo menos três vezes este número", considerou o deputado federal Carlos Eduardo Cadoca, autor do projeto que serviu de base para a nova lei.

Um dos públicos-alvo do trade turístico e do Ministério do Turismo é o mercado norte-americano. Atualmente os Estados Unidos já são os principais emissores de turistas para o país. No caso de Pernambuco, estão na segunda colocação, sendo os primeiros no ranking de turistas estrangeiros a visitarem o Recife, com 24% de participação nas pesquisas da Empetur.

Luciana Fernandes, diretora comercial da Empetur, explica que um dos entraves na divulgação do destino Pernambuco nos Estados Unidos é a dificuldade de obter o visto e que a alteração nos procedimentos pode atrair muito mais visitantes. "Normalmente leva-se 30 dias para conseguir o visto e o norte-americano não é acostumado com determinados procedimentos burocráticos. É uma sociedade acostumada a resolver muitas coisas on-line. A alteração vai facilitar a atração dos visitantes".

O próprio ministro do Turismo, Vinícius Lages, tratou do tema durante visita ao Recife nesta terça-feira, quando relacionou os entraves para o aumento do número de visitantes estrangeiros no Brasil. Além da reformulação na atuação da Embratur na promoção do país no exterior, a implementação do visto eletrônico foi considerada importante neste proceso.

"Temos que ter estratégias para atrair (os turistas). Um sistema que obriga um americano a se deslocar para um consulado para pagar uma taxa não vai ter a adesão esperada. Não é do perfil do americano fazer isso. O visto eletrônico vai facilitar muito a conquista desse mercado", destacou.

Cadoca lembra que o longo tempo de tramitação na Câmara dos Deputados (seis anos) fez com que outros países adotassem antes do Brasil a concessão de visto eletrônico, a exemplo da Austrália e do México. Uma das questões debatidas pelos parlamentares e pelo governo federal era a “reciprocidade” – ou seja, a exigência ou não do visto baseada em acordos bilaterais entre o Brasil e os demais países. No caso dos Estados Unidos, há a exigência de visto para os brasileiros; portanto a liberação da exigência para os norte-americanos não foi considerada pelo Itamaraty, baseada em questões de diplomacia internacional.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.