• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Instituto Brasileiro de Logística » Cai nota de avaliação da infraestrutura brasileira

Agência Estado

Publicação: 07/05/2014 13:51 Atualização:

A nota média de avaliação dos executivos de do setor de logística para a infraestrutura brasileira caiu para 4,8 em 2013 de uma média de 5 em 2011, segundo pesquisa que o presidente do Instituto Brasileiro de Logística, Paulo Fleury, mostrou nesta quarta-feira (7) no XII Seminário Guarani - Cenários e Perspectivas para os Mercados de Açúcar, Etanol e Energia - Safra 2014/15, em São Paulo. Em 2009 a nota era 5,2.

Segundo os executivos ouvidos na pesquisa, os maiores impactos negativos sobre a atual infraestrutura de logística são aumentos de custos (99%), aumento do prazo de entrega (99%), perda de renda (95%), inviabilização de investimentos privados (92%) e aumento de estoques (90%). "Apesar dos muitos investimentos, nunca se investiu tanto em infraestrutura no Brasil, a avaliação da nossa infraestrutura está caindo", disse Fleury. De acordo com ele, a falta de infraestrutura de logística afeta a competitividade internacional do Brasil.

Segundo Fleury, os executivos de logística acreditam que se os problemas de infraestrutura fossem mitigados, o Brasil poderia crescer mais rapidamente. "Segundo os profissionais de logística a falta de disponibilidade de vias e modais é tão prejudicial quanto a qualidade das mesmas", disse.

Para 49,6% dos pesquisados, o maior problema é a qualidade da infraestrutura existente. A falta de disponibilidade é apontada por 50,3%. Ainda de acordo com Fleury, desde o inicio do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) do governo federal, a participação das rodovias aumentou, quando deveria diminuir, porque as grandes obras não foram acabadas.

"Nossa presidente (Dilma Rousseff) está tendo que engolir sapos porque o coração do governo não gosta do empresário. Entende que ganhar dinheiro é crime, é pecado. Mas os recursos privados nos projetos de infraestrutura não dão para fazer 15% do que ela (Dilma) gostaria de fazer", disse o presidente do Instituto Brasileiro de Logística.

A nota dos profissionais de logística ao PAC, que em 2011 era 6 2, caiu para 5,7 no ano passado. A avaliação dos empresários para a implementação dos projetos do PAC passou de 4 em 2011 para 3,9 em 2013. "Isso mostra a falta de confiança dos empresários na capacidade do governo em implementar os projetos de infraestrutura de logística por parte do governo federal" disse Fleury.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.