• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Rio São Francisco » Depois de ajustes, Transposição engrena e obra chega perto dos 60%

Publicação: 06/05/2014 18:14 Atualização: 06/05/2014 18:30

Canteiros ultrapassam os dez mil trabalhadores. Estações de bombeamento estão em acabamento (Ministério da Integração/Divulgação)
Canteiros ultrapassam os dez mil trabalhadores. Estações de bombeamento estão em acabamento
O projeto da Transposição do Rio São Francisco engrenou definitivamente. Depois de atrasos e reajustes nos últimos anos, a recuperação dos canteiros de obras foi validada em audiência pública nesta terça-feira, no Senado Federal em Brasília. O ministro da Integração nacional, Francisco Teixeira, apresentou o status de 57,8% da obra civil, prevista para concluir 100% em dezembro de 2015. "Em dezembro, nossa execução física estava em 52,2%, ou seja, evoluímos 5,6% em quatro meses", pontuou Teixeira. Representantes do Tribunal de Contas da União (TCU) e da Controladoria-Geral da União (CGU) também estiveram no encontro.

De acordo com a secretária de Fiscalização de Obras TCU, Juliana Pontes de Carvalho, a obra hoje se encontra no ápice de execução. “Elas estão atualmente engrenadas. Temos mais de 10 mil homens em campo, mais de três mil equipamentos. E ficamos muito felizes de dizer que hoje a realidade é outra. O Tribunal identificou os problemas, nós sentamos com o Ministério, que concentrou esforços, reorganizou sua estrutura interna. O que nós vimos hoje é o resultado desse trabalho”, relata Juliana.

Segundo o diretor de Auditoria da CGU, Wagner Rosa da Silva, o entrosamento entre o Ministério da Integração Nacional e a CGU foi essencial para o andamento do trabalho. “Chegou a certo ponto que precisava ser reavaliado o projeto e o Ministério fez isso. Redistribuiu a sistemática dos lotes anteriores, dividiu em menor quantidade e agrupou em outras frentes de trabalho”, relatou o diretor. A Controladora-Geral da União acompanha as obras da Integração do Rio São Francisco desde 2007.

O Projeto de Integração do Rio São Francisco levará água a mais de 12 milhões de nordestinos dos Estados do Ceará, Paraíba, Pernambuco e Rio Grande do Norte. Ao todo, 390 municípios serão beneficiados pela obra. Para dar celeridade à conclusão do empreendimento, alguns trechos contam com operários trabalhando 24 horas por dia. Mais de 10 mil trabalhadores atuam no projeto, sendo que 3.140 máquinas estão em operação. A obra vai custar R$ 8,2 bilhões e é prioridade do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC).

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.