• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Pesquisa realizada em 15 aeroportos » Custo com alimentação nos aeroportos continua sendo a principal queixa dos usuários

Agência O Globo

Publicação: 28/04/2014 18:26 Atualização:

O custo com alimentação nos aeroportos continua sendo a principal reclamação dos passageiros, segundo a pesquisa trimestral do governo sobre os indicadores dos serviços aeroportuários. O item recebeu nota de 2,16 entre zero e cinco, sendo que quanto mais baixa a pontuação, pior o desempenho. Aparecem em seguida entre as queixas mais comuns dos usuários do transporte aéreo o preço cobrado pelas lojas que vendem produtos nos terminais, os serviços de internet e os custos com estacionamento.

Em contrapartida, os passageiros informaram que estão satisfeitos com o atendimento e a cordialidade dos funcionários dos aeroportos e com o tempo de espera na fila da inspeção de segurança e do check-in eletrônico. Estes quesitos ganharam as notas mais altas. Os resultados indicam também que outros serviços básicos, como limpeza das instalações e conforto térmico (ar condicionado) tem melhorado, do ponto de vista dos usuários.

Na avaliação dos usuários, os piores aeroportos do país são Cuiabá, Confins (Belo Horizonte) e Brasília, que ganharam as notas mais baixas no índice de satisfação geral. O Galeão aparece em sétimo lugar, depois de Guarulhos e o Santos Dumont, na oitava posição. Os mais bem avaliados foram Natal, Fortaleza e Recife.

A pesquisa, coordenada pela Secretaria de Aviação Civil (SAC), foi realizada em 15 aeroportos, entre janeiro e março, quando foram ouvidas 18.062 pessoas nos voos domésticos e internacionais. O objetivo da pesquisa, de acordo com a SAC, é dar maior transparência ao serviços prestados pelos operadores e forçar uma melhoria nos indicadores de desempenho.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.