• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Superfaturamento » MPF solicita investigação sobre a Refinaria Abreu e Lima à Polícia Federal

Publicação: 19/04/2014 21:16 Atualização: 19/04/2014 21:25

Obras começaram em 2005. Desde então, custo subiu de US$ 2,5 bilhões para US$ 17 bilhões. Foto: Teresa Maia/DP/D.A Press
Obras começaram em 2005. Desde então, custo subiu de US$ 2,5 bilhões para US$ 17 bilhões. Foto: Teresa Maia/DP/D.A Press
A expectativa de que se abra uma CPI no Congresso Nacional para investigar as denúncias de corrupção que recaem sobre a Petrobras mobilizou o Ministério Público Federal em Pernambuco a solicitar, à Polícia Federal, investigação sobre possível superfaturamento nas obras da Refinaria Abreu e Lima, em Suape. A informação foi veiculada na coluna Painel, da Folha de S. Paulo, na edição deste sábado (19).

De acordo com a publicação, um ofício enviado à PF há nove dias, assinado pela procuradora Silvia Lopes, aponta suspeitas de fraude em licitações e na execução de contratos. Ao jornal, o órgão afirmou que pretende averiguar “possíveis atos de improbidade administrativa” praticados por agentes públicos na contratação da obra.

A unidade de refino começou a ser construída em 2005, num acordo entre o então presidente Lula e o presidente da Venezuela à época, Hugo Chávez. Desde então, os custos do empreendimento saltaram de US$ 2,5 bilhões para cerca de US$ 17 bilhões. A Refinaria Abreu e Lima já foi apontada diversas vezes em relatórios do Tribunal de Contas da União (TCU) por conta do alto valor. Ela deveria ter sido concluída até 2010, mas já se trabalha com o ano de 2015.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.