• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Mercado » Dilma cai, a bolsa sobe

Correio Braziliense

Publicação: 18/04/2014 14:49 Atualização:

A perspectiva de queda da presidente Dilma Rousseff na preferência do eleitorado — conforme pesquisa do Ibope, divulgada no início da noite de quinta-feira (17) — fez a Bolsa de Valores de São Paulo subir 1,78%, com os investidores animados com a possibilidade de mudanças na política econômica a partir do próximo ano. Pelo mesmo motivo, o dólar seguiu direção oposta e fechou em baixa de 0,27%, a R$ 2,236 para venda.

“O mercado de câmbio realizou (lucros) por causa de informações, que naquela hora ainda não estavam confirmadas, da retração nas intenções de voto na presidente”, explicou o economista-chefe do Espirito Santo Investment Bank, Jankiel Santos.

Não é primeira vez que os mercados reagem positivamente à possibilidade de Dilma deixar de ser reeleita para mais um mandato. Isso ocorreu no mês passado, mas, na ocasião, a queda de popularidade não foi confirmada pelo levantamento do Ibope. Ontem, porém, o instituto captou uma redução de 40% para 37% nas intenções de voto na presidente.

Na bolsa, as ações da Petrobras e do Banco do Brasil subiram cerca de 4% e ficaram entre as principais altas do dia, refletindo a possibilidade de as estatais deixarem de ser afetadas negativamente pela política intervencionista de Dilma O Ibovespa, principal índice do mercado acionário, acumulou ganho de 0,47% desde segunda-feira. Foi a quinta semana consecutiva de alta. Nesse período, a valorização chegou a 15,9%.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.