• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Competição » Cerveja feita em Minas Gerais leva ouro em copa do mundo da bebida A fábrica da Wäls produz 30 mil litros de cerveja por mês para todo o Brasil

Elaine Pereira -

Estado de Minas

Publicação: 12/04/2014 19:28 Atualização: 12/04/2014 19:43

À esquerda a vencedora, a cerveja Dubbel. Ao lado, a Quadruppel. Foto Wäls/Divulgação
À esquerda a vencedora, a cerveja Dubbel. Ao lado, a Quadruppel. Foto Wäls/Divulgação

O Brasil levou medalha de ouro na 'World Beer Cup', a Copa do Mundo da Cerveja, campeonato que reúne quase 4,8 mil cervejas de 1403 cervejarias em 58 países. O evento bianaual é realizado em Denver, Colorado, nos Estados Unidos. A conquista é da cervejaria mineira Wäls, que marcou ponto em duas categorias. "Tivemos um feito histórico. Fomos premiados com o ouro da Dubbel e a Quadrubbel levou medalha de prata", conta o empresário Miguel Carneiro, fundador da empresa. Para ele, a premiação traz muita responsabilidade, mais também reconhecimento. "Uma premiação dessas significa mais exportação para a gente. As cervejas que foram premiadas chegam a outros países já com divulgação", diz.

A Dubbel e a Quadruppel são duas das 12 cervejas feitas pela Wäls. A fábrica produz 30 mil litros de cerveja por mês para todo o Brasil - principalmente Sul, Sudeste e Distrito Federal - além de atender pedidos de cervejas mais personalizadas e sazonais. Os produtos podem ser encontrados em supermercados Premium e bares especializados de Belo Horizonte. No site da empresa (www.wals.com.br) você encontra a lista de locais de venda em todo o país. Para quem quiser experimentar, uma garrafa tem preço médio de R$ 15,00. Combina com carnes vermelhas e também com sobremesas achocolatadas, segundo o expert.

A empresa começou a exportar alguns de seus produtos para os Estados Unidos e em julho exportará 30 mil garrafas para o Canadá. O primeiro container foi para Denver, no Colorado (EUA), com 20 mil garrafas de cerveja. Segundo a empresa, nesta primeira etapa, a cerveja que entrou no mercado americano foi a Petroleum e com marca própria: a Belô São Francisco e a Belô Ipê. A primeira é uma homenagem à capital mineira, ao bairro onde está situada a fábrica e à Igrejinha da Pampulha. A Belô Ipê brinda os famosos ipês da capital que florescem na primavera.

A Dubbel, cerveja ganhadora da medalha de ouro, pertence ao estilo Belgian Strong Ale, de aparência castanha escura, espuma densa e duradoura. Tem aroma de frutas secas com notas de especiarias e maltes especiais. Paladar com persistência do torrado, levemente picante e bastante seca. É refermentada na garrafa com 7,5 % de álcool e 26 IBU’s (índice de unidade de amargor).

Já a medalha de prata, a Quadruppel, é uma Belgian Strong Ale Quadruppel, elaborada com quatro tipos de malte, nobre cepa de levedura, lúpulos especiais e várias especiarias. A bebida tem coloração marrom rubi, equilibrado amargor, espuma aveludada e intenso aroma e sabor de malte, chocolate toffee, mel e frutas secas. A cerveja é maturada em carvalho francês marinado com cachaça genuinamente mineira, refermentada na garrafa com 11% de álcool e 35 IBU’s.

Segundo Miguel Carneiro, só com o reconhecimento de BH como a capital das micro-cervejarias é que o mineiro está começando a trocar o estilo Pilsen pela experiência de novos sabores como o das cervejas mais encorpadas. Ele diz que estilos como o belga, ao qual a Dubbel pertence, são mais apreciados em São Paulo e Curitiba. O cervejeiro explica ainda que o índice de amargor das cervejas Pilsen é menor, entre 9 e 10 IBU's, mas o dulçor do malte das cervejas mais encorpadas equilibra o amargor da bebida.

Para quem quiser conhecer novos sabores, a fábrica da Wals recebe visitas aos sábados de 11 às 17h.

 

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.