• (1) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Mercado » Gol e TAP firmam acordo de compartilhamento de voos Parceria entre companhias brasileira e portuguesa é sinal de futura fusão, com o programa de privatização em Portugal

Guilherme Araújo

Estado de Minas

Publicação: 12/04/2014 08:33 Atualização:

A companhia área Gol firmou um acordo de compartilhamento de voos (codeshare) nessa sexta-feira com a empresa aérea TAP, de Portugal. O documento prevê ainda uma parceria entre os programas de relacionamento Smiles, da Gol, e Victoria, da TAP. A nova aliança pode sinalizar uma futura fusão entre as empresas, já que o governo português pretende privatizar a aérea europeia e vendê-la a uma companhia brasileira. Apesar do interesse de ambas as partes em criar uma parceria, o acordo precisa ainda de aprovação da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) e do governo português para entrar em vigor.

O codeshare ampliará os voos da TAP no território nacional , que já opera com mais de 74 voos semanais de Portugal para São Paulo, Rio de Janeiro, Campinas, Belo Horizonte, Brasília, Porto Alegre, Salvador, Natal, Fortaleza e Recife. A empresa portuguesa poderá incluir os seus códigos nos voos da Gol e aumentar as conexões com outros destinos brasileiros.

O vice-presidente Financeiro e de Relações com Investidores da Gol, Edmar Prado Lopes, comenta que é comum esse tipo de acordos entre as companhias para ampliarem as participações no mercado. “Não há nenhuma transação envolvendo compra ou controle. O governo português já não fala sobre esse assunto há alguns meses”, ressalta Lopes. Questionado se pode haver novos anúncios de parcerias, Edmar Lopes afirmou que “sempre está avaliando as oportunidades”, mas alega que, no momento, não há nenhuma proposta prevista.

A Gol não possui nenhuma aliança global e busca fazer acordos como alternativa para ampliar o seu mercado. A empresa brasileira já tem acordos semelhantes com Delta Airlines, Air France/KLM, Iberia, Qatar Airways e, mais recentemente, Aerolíneas Argentinas. “Como a companhia não participa oficialmente de grandes alianças, é natural que tente aumentar a oferta de voos para o exterior por meio de acordos”, explica o especialista em aviação Cleveland Prates Teixeira.

O especialista vê a atitude da área brasileira como uma estratégia de sobrevivência. “Isso vai ser positivo para o consumidor, que terá mais destinos disponíveis”, afirma. Por ser uma operação de baixa complexidade e não envolver sobreposição de rotas, observa Teixeira, o acordo feito entre as duas companhias “não enfrentará problemas para ser aprovado no Cade e pela Anac”.

Milhagem
Quanto aos programas de fidelidade, os consumidores poderão acumular e resgatar milhas em todos os voos operados pelas duas empresas. O vice-presidente Financeiro da Gol garante que os consumidores não serão afetados com a nova parceria. “Aumentamos o leque de oportunidades. Oferecemos aos nossos clientes Smiles uma maior possibilidade ter acesso ao mercado europeu, sem que a Gol precise comprar aeronaves maiores, com dois corredores.”


A coordenadora institucional da Associação Brasileira de Defesa do Consumidor (Proteste), Maria Inês Dolci, alerta que o acordo, caso seja aprovado, pode trazer dúvidas aos clientes em relação ao resgate de pontos e troca de milhas. “O consumidor deve checar a quantidade de milhas por trecho voado. Como a quantidade de milhas por trecho é definida pela companhia do voo, mesmo em destinos compartilhados, é preciso verificar qual será a política adotada por ambas as empresas”, esclarece.

Esta matéria tem: (1) comentários

Autor: zé carlos araújo
Só espero que a Gol não quebre ainda o glamour das viagens aéreas da Tap, introduzindo o seu famigerado vôo da fome! | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.