• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Copa do Mundo » Empresas aéreas definem cronograma de mudanças nos aeroportos

Agência O Globo

Publicação: 09/04/2014 19:21 Atualização:

As concessionárias dos aeroportos de São Paulo (Guarulhos, na região metropolitana, e Viracopos, em Campinas), de Brasília e São Gonçalo do Amarante (RN) e as empresas aéreas apresentaram nesta quarta-feira (9), em reunião com o ministro-chefe da Secretaria da Aviação Civil (SAC), Moreira Franco, e a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), o cronograma de mudanças para os novos terminais que serão entregues para a Copa do Mundo.

A Anac ainda precisa validar a nova agenda de operações para, depois, cada companhia de aviação apresentar seu plano detalhado nos horários e localização dos pousos e decolagens. As concessionária Aeroporto Rio de Janeiro, que venceu o leilão do aeroporto do Galeão, e a BH Airporte, que ganhou Confins, em Minas Gerais, não participaram da reunião.

De acordo com o cronograma divulgado pelas empresas, para Guarulhos ficou definida que a migração dos voos começará no dia 11 de maio, e se estenderá até 27 de setembro. No terminal de Brasília, começa já no próximo dia 16 de abril, e vai até 24 de maio. Viracopos, em Campinas, no interior de São Paulo, as mudanças para o novo terminal têm início no dia 3 de junho e acabam em 5 de outubro. Em São Gonçalo do Amarante, o primeiro aeroporto a ser privatizado, uma nova reunião marcada para o dia 22 de abril irá definir a agenda de operações para o terminal. As companhias aéreas e as concessionárias vão veicular nos veículos de comunicação campanha publicitária esclarecendo os passageiros as mudanças que vão ocorrer nos novos terminais.

O ministro Moreira Franco, que deixou a reunião antes do seu término, disse que o objetivo da SAC e da Anac é de fazer as transferência dos voos com cautela, cuidando da segurança e conforto dos passageiros. Segundo ele, a área de tecnologia é a mais complexa e exige maior cuidado, porque alguns setores onde estão as empresas áreas vão mudar completamente.

"Isso não é um processo que se faz com rapidez, até porque tem um período de testes. O problema nosso é o passageiro. Estamos fazendo uma transferência com o objetivo claro de que funcione o mais rápido possível, Certamente algumas áreas vão estar funcionando antes da Copa, outras não, porque têm uma maior complexidade tecnológica", disse o ministro da SAC.

Já o representante da Associação Nacional das Empresas Administradoras de Aeroportos (Aneaa), Jorge Jardim, afirmou que as empresas concessionárias vão cumprir com os prazos de entrega das obras previstos nos contratos de concessão.

Para Eduardo Eduardo Sanovicz, presidente da Associação Brasileira das Empresas Aéreas (Abear), o trabalho de cooperação com os aeroportos vai permitir cumprir "rigorosamente" o cronograma apresentado ao ministro. "Estamos trabalhando em cooperação com os aeroportos e vamos cumprir rigorosamente esta agenda", disse Sanovicz.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.