• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Refinaria » Empresas devem entregar ao Ministério Público do Trabalho cronograma de demissões

Rochelli Dantas - Diario de Pernambuco

Publicação: 31/03/2014 17:01 Atualização:

O Ministério Público do Trabalho de Pernambuco (MPT/PE) estabeleceu um prazo de 15 dias para que as empresas que atuam na construção da Refinaria Abreu e Lima protocolem no órgão um documento com o cronograma de desmobilização da obra. O objetivo é apontar quantos funcionários e quais os cargos estão sendo desligados para que estes possam ser aproveitados em outros projetos. A previsão é de que 40 mil funcionários sejam demitidos com a conclusão da obra da Refinaria Abreu e Lima.

O documento deveria ter sido entregue até esta segunda-feira mas as empresas disseram estar com dificuldades de levantar os dados. "O problema já acontece e nós queremos que os trabalhadores pernambucanos que forem demitidos sejam aproveitados em outros projetos", afirmou a procuradora do Trabalho, Debora Tito, durante reunião do fórum Remos, criado no ano passado para resolver os impasses trabalhistas ligados à desmobilização na refinaria.

O encontro aconteceu na sede da Superintendência regional do Trabalho e Emprego (SRTE/PE) e reuniu representantes dos municípios localizados no entorno do Complexo Industrial Portuário de Suape, agentes públicos e empresas envolvidas nas desmobilizações. A próxima reunião do Fórum será no dia 3 de junho, quando deve ser apresentado um histrograma das demissões.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.