• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Turismo » Belo Jardim ganhará novo hotel com 68 leitos

Diario de Pernambuco - Diários Associados

Publicação: 25/03/2014 14:28 Atualização: 25/03/2014 18:12

O município de Belo Jardim, no agreste pernambucano, vai ganhar um novo hotel com 68 apartamentos, às margens da BR-232. O Hotel Lacazzona, cujo investimento é de R$ 3,9 milhões, sendo R$ 3,2 milhões financiados pelo Banco do Nordeste (BNB), deverá começar a funcionar até abril de 2015, quando serão gerados 20 empregos diretos e permanentes, além dos indiretos.

A cidade dispõe hoje de apenas quatro hotéis que não atendem a demanda atual, considerando os diversos segmentos que atuam na região e atraem turistas de negócios, especialmente indústrias de renome nacional. Todos os apartamentos do Lacazzona serão equipados com duas camas de solteiro ou uma de casal, ar condicionado, TV, frigobar e banheiro.

“Nosso diferencial será a disponibilidade de serviços no próprio local, como quatro lojas, auditório para convenções e eventos com capacidade para 400 lugares, salão de jogos, sala de ginástica, restaurante, área de lazer, espaço kids e estacionamento”, destacou Maria Nazaré Leite Santos, sócia do empreendimento.

A realização do empreendimento será possível graças a uma linha de crédito específica para micro e pequenas empresas do segmento turístico, que utiliza recursos do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE).

Segundo o BNB, são passíveis de financiamento pelo FNE Proatur empresas de qualquer porte (inclusive microempreendedores individuais) que desenvolvam atividades nos segmentos diretamente relacionados à atividade turística. As taxas de juros do FNE para investimento, incluindo capital de giro associado, variam de 5,30% a 8,24% ao ano, e para capital de giro isolado, variam de 7,65% a 12,36% ao ano, conforme o porte dos empreendedores.

Outro diferencial do FNE é o bônus de 15% de abatimento sobre os juros para pagamentos em dia. O prazo máximo para pagamento é de 15 anos, incluídos até 5 anos de carência, que pode ser estendido para até 20 anos, em caso de implantação de hotéis e outros meios de hospedagem.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.