• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Incentivos » Microcrédito no Banco do Nordeste cresce 40%

Publicação: 21/03/2014 18:00 Atualização:

O Banco do Nordeste divulgou nesta sexta-feira o balanço dos contratos de microcrédito realizados em Pernambuco em 2013. No total, o banco investiu R$ 391 milhões no estado, por meio do Crediamigo - Programa Orientado de Microfinança Urbana, beneficiando mais de 220 mil empreendedores do Estado. Esse volume representa um crescimento de 40% com relação ao ano anterior. Do total de clientes, 92% atuam no comércio e as mulheres são a maioria, totalizando 65%.

A metodologia do crédito solidário consolidou o Crediamigo como o maior programa de microcrédito do país, pois possibilita o acesso ao crédito a empreendedores que não tinham acesso ao sistema financeiro. “O grande diferencial do programa é que ele atua de maneira rápida e sem burocracia na concessão de créditos em grupos solidários ou individual e também no acompanhamento e educação financeira”, afirma Marcos Freire, Gerente Estadual de Microfinança Urbana do Estado.

Segundo o Diretor de Desenvolvimento Sustentável e Microfinança do Banco, Stélio Gama Lyra Júnior,  a orientação empresarial também é importante, pois melhora a capacidade de gestão e contribui para competitividade dos negócios. “As microfinanças constituem fonte de financiamento das atividades produtivas, fortalecendo os negócios e possibilitando aos empreendedores vantagens competitivas na aquisição de mercadorias e insumos”, destaca. Stélio Gama aponta ainda a importância da metodologia do aval solidário, adotada pelo Crediamigo, para o baixo índice de inadimplência, que em Pernambuco não chega a 0,8 %.

Para quem não conhece, o Crediamigo faz parte do Crescer - Programa Nacional de Microcrédito do Governo Federal, lançado em agosto de 2011, com o objetivo de promover a inclusão produtiva, oferecendo empréstimos de curto prazo, com taxas de juros a partir  de 0,41% ao mês, a empreendedores com renda anual de até R$ 120 mil. O Banco do Nordeste é responsável por mais da metade dos empréstimos desse Programa em todo o país, se considerado o desempenho até fevereiro deste ano.

Com o Crediamigo Crescer – Solidário, é possível ter acesso ao crédito com um grupo solidário, que deve ser formado por uma união voluntária. Basta desenvolver uma atividade produtiva como autônomo ou empreendedor individual e atuar nos setores informal ou formal da economia. No grupo, cada empreendedor é, ao mesmo tempo, responsável por sua própria dívida e avalista dos demais companheiros. Atualmente, o Crediamigo tem 116 mil clientes ativos no Estado e uma carteira ativa de mais de R$ 160 milhões.

 

Com informações do Banco do Nordeste

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.