• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Irregularidades » Vigilância Sanitária encontra alimentos fora da validade no Pão de Açúcar da Av. Rosa e Silva

Augusto Freitas

Publicação: 19/03/2014 14:33 Atualização: 19/03/2014 18:05

Houve suspensão por tempo indeterminado da bancada que vende almoços aos consumidores do supermercado. Foto: Bruna Monteiro Esp.DP/D.A Press/Arquivo
Houve suspensão por tempo indeterminado da bancada que vende almoços aos consumidores do supermercado. Foto: Bruna Monteiro Esp.DP/D.A Press/Arquivo

Além da interdição do supermercado Extra, a fiscalização realizada na manhã desta quarta-feira (19) pela Vigilância Sanitária, Procon-PE, Ministério Público de Pernambuco (MPPE) e Delegacia do Consumidor também atingiu um outro hipermercado controlado pelo mesmo grupo, o Pão de Açúcar, localizado na Avenida Rosa e Silva. Os fiscais se dirigiram ao local após receberem denúncias semelhantes às relatadas no estabelecimento anterior.

De acordo com a gerência de fiscalização da Vigilância Sanitária do Recife, não houve interdição total do Pão de Açúcar, e sim uma suspensão provisória da bancada que vende almoços aos consumidores, localizada na entrada do supermercado. Ao todo, 70 quilos de alimentos impróprios para o consumo e com prazos de validade expirados foram apreendidos pelos órgãos. Além disso, a temperatura dos equipamentos de refrigeração e conservação dos produtos não estava de acordo com o que determina a legislação sanitária. O supermercado poderá ser multado em até R$ 400 mil.

Adeilsa Ferraz, gerente de fiscalização da Vigilância Sanitária, afirma que o local deve solicitar à Vigilância Sanitária uma nova inspeção após a correção das falhas. Ela também esclarece que um dos gerentes do Pão de Açúcar foi encaminhado à Delegacia do Consumidor para prestar esclarecimentos sobre os problemas encontrados.

Em nota, o Pão de Açúcar afirmou que trabalha de acordo com as orientações dos órgãos reguladores e tem rigorosos procedimentos para auditar a qualidade dos produtos comercializados em suas lojas. A rede afirmou ainda que os pontos levantados pelos órgãos competentes foram prontamente corrigidos, a bancada de alimentos está funcionando normalmente e que a loja já está tomando as medidas necessárias para que o fato não volte a ocorrer.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.