• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Alerta » OCDE adverte sobre risco de crise para jovens e trabalhadores pouco qualificados

AFP - Agence France-Presse

Publicação: 18/03/2014 13:53 Atualização:

As perspectivas de emprego para os jovens e os trabalhadores pouco qualificados têm diminuído nos países da OCDE devido à crise econômica, o que trará consequências sociais por muitos anos, de acordo com um relatório divulgado nesta terça-feira (18).

Este relatório sobre o impacto da crise econômica estima em 48 milhões o número de desempregados nos 34 países da OCDE, um aumento de 15 milhões desde o início da crise em 2007.

A Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) é integrada por nações democráticas e desenvolvidas, incluindo Espanha, México e Chile. "As perspectivas de emprego se deterioraram principalmente para os jovens e os trabalhadores pouco qualificados (...)", ressalta Monika Queisser, diretora de Assuntos Sociais da OCDE, que apresentou o relatório à imprensa.

Existe "o risco de que os jovens que sofrem de longos períodos de desemprego, inatividade ou pobreza, sejam afetados ao longo de sua vida por menores perspectivas de emprego e renda", adverte o relatório.

Além disso, o declínio dos investimentos públicos em educação e saúde em relação ao PIB, observado em metade dos países da OCDE, pode provocar "consequências sociais infelizes" de longo prazo e agravar as desigualdades.

Agora, que uma recuperação começa a se delinear, "manter e reforçar a assistência aos mais vulneráveis “deve ser o centro de qualquer estratégia para a recuperação econômica e social", recomenda o relatório.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.