• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Caged » Mercado de trabalho em Pernambuco perde 883 empregos com carteira em fevereiro

Thatiana Pimentel

Publicação: 17/03/2014 17:52 Atualização: 17/03/2014 19:07

Embora o país tenha registrado, neste ano, o melhor fevereiro em geração de empregos desde 2011, o mercado de trabalho formal em Pernambuco deixou a desejar. De acordo com o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgado pelo Ministério do Trabalho e Emprego nesta segunda-feira (17), o saldo de admissões (50.169 vagas) menos o de demissões (51.052 postos), no mês passado, foi de 883 empregos com carteira assinada no estado, uma redução de 0,06% em relação a janeiro deste ano.

A queda foi concentrada na indústria de transformação pernambucana, com enfâse no setor sucroalcooleiro (-3.693) e, em menor escala, no comércio (-660). Já o setor de serviços foi o responsável pelo maior número de contratações, com 3.303 novas vagas de emprego.

Pernambuco obteve o terceiro pior resultado de criação de empregos no ranking dos estados: perdeu apenas para o Amapá, cuja queda foi de 0,64%, e para o Maranhão, com redução de 0,18%. No primeiro mês de 2014, foram eliminados 4.523 postos de trabalho com carteira assinada, uma redução de 0,33% em relação ao estoque de assalariados de dezembro. No acumulado dos últimos doze meses, contudo, verificou-se crescimento de 2,75% no nível de emprego no estado.

A variação negativa ficou concentrada nas cidades de Afogados da Ingazeira, Santa Maria da Boa Vista, Catende, Brejo da Madre de Deus, Bonito, Escada, Buíque, Araripina, Gravatá, Toritama, Sirinhaém, Belo Jardim, Vitória de Santo Antão e Palmares. A Região Metropolitana do Recife registrou um saldo positivo de 973 empregos formais. 

Já no Nordeste, a expansão foi de 17.565 postos ou 0,27%, resultado do aumento do emprego em sete estados, com cinco deles registrando recordes para o período: Bahia (7.420), Ceará (7.231), Paraíba (1.385), Piauí (966) e Rio Grande do Norte (931).

Nacionalmente, foram criados, em fevereiro, 260.823 empregos formais. O resultado é 111% superior ao registrado em fevereiro do ano passado, quando foram registrados 123.446 mil novos postos de trabalho com carteira. Segundo o Caged, esse foi o melhor fevereiro desde 2011, quando foram criadas 280.799 postos. O estado de São Paulo liderou a geração de empregos no país em fevereiro, com 77.928 postos.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.