• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Estabilidade » Tombini: resultado do PIB confirma recuperação da economia

Agência Brasil

Publicação: 27/02/2014 13:45 Atualização:

O crescimento do Produto Interno Bruto (PIB), soma de todos os bens e serviços produzidos no país, em 2013, de 2,3%, “confirmou a gradual recuperação da atividade econômica iniciada no segundo semestre de 2012”. A avaliação é do presidente do Banco Central (BC), Alexandre Tombini.

“Não obstante o crescimento mais intenso das exportações em 2013, relativamente ao ano anterior, a demanda doméstica continuou sendo o principal suporte da economia, com destaque para a recuperação dos investimentos”, disse Tombini, em nota, divulgada pelo BC.

Tombini disse ainda que o resultado aponta a recuperação da indústria e, em especial, da agropecuária. O presidente do BC disse ainda que  “as mudanças na composição da demanda e da oferta fortalecem as perspectivas de continuidade do atual ciclo de crescimento neste e nos próximos anos, processo este que tende a se apoiar nos sólidos fundamentos da economia brasileira, na robustez do mercado interno e no ambiente de intensificação da atividade global”.

Hoje, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) informou que o PIB totalizou R$ 4,84 trilhões no ano passado, com crescimento de 2,3%.

Pelo lado da produção, os três setores da economia tiveram crescimento em 2013, com destaque para a agropecuária (7%). Os serviços cresceram 2% e a indústria, 1,3%. Pelo lado da demanda, a maior alta veio da formação bruta de capital fixo (investimentos), que cresceram 6,3%. Também tiveram crescimento o consumo das famílias (2,3%) e o consumo governamental (1,9%).

No setor externo, as importações cresceram mais (8,4%) do que as exportações, que tiveram alta de 2,5%.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.