Pernambuco.com



  • (5) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Justiça » Funcionários da TAM denunciam assédio

Publicação: 25/02/2014 00:01 Atualização: 25/02/2014 16:39

Foto: Nando Chiappetta/DP/D.A Press
Foto: Nando Chiappetta/DP/D.A Press
Vinte e um funcionários e ex-funcionários da TAM no Recife se reuniram, na noite desta segunda-feira, para organizar o enfrentamento de irregularidades que incluem perseguições, discriminação religiosa, assédio moral e sexual, inclusive com relatos de agressões físicas. Preservando seus nomes reais para não ampliar prejuízos como síndrome do pânico, eles afirmam que os problemas já ocorriam desde 2006, no Recife, quando acreditavam que o "Canal de Ética da TAM", em São Paulo, poderia resolver. Em janeiro, lamentam, as demissões de denunciantes e de uma testemunha evidenciaram a quebra de sigilo.

As queixas foram relatadas, inclusive com testemunhas, ao "Canal de Ética TAM", e agora serão levadas ao Ministério Público do Trabalho, enquanto casos tramitam na Justiça do Trabalho. A decisão de abandopnar o sigilo do caso ocoreu quando, regressando de uma viagem de férias, o alvo principal de todas as denúncias começou a isolar profissionais que figuravam como autoras(es) ou testemunhas junto ao "Canal de Ética da TAM". Num rápido levantamento feito durante a reunião de ontem à noite chegou-se à conclusão de que de 17 autoras(es) de denuncias, dois tiveram demissões consumadas, além de uma testemunha. E já são esperadas novas demissões. "Quem entra na empresa já sabe que o Canal de Ética não funciona, é só um meio para identificar que denuncia", diz "Vânia".

"Em 2006 ele (um gerente geral) já passava a mão nas nádegas e 'desatacava' os sutiãs das funcionárias", conta "Anunciação", demitida, padecendo com depressão. Funcionárias como "Vania" dizem ter sofrido assédio sexual verbal, com frases como "Quando vejo você só penso em sexo!", repetida diante dos demais funcionários e de público externo, quando "sexo" era substituído por "trabalho". Também em tratamento por depressão, "Anair" diz que começou a ser perseguida desde que descobriram que aproveitava seu intervalo de descanso para participar de cultos na capela.

"Anair" disse que também passou a ser perseguida com chacotas e difamações. "Espalharam que eu ia trabalhar para dormir", conta, acrescentando que até clientes acabam sendo utilizados na perseguição. "Só tem três passageiros vestidos de macumbeiros. Vamos mandar a 'crentinha' para ver o que acontece!", relembra. Alpem disso, acrescentam "Vânia" e "Anair", há uma forte discriminação sexual pela chefia, expressa em frases como "Mulher não faz o que homem faz!", utilizada como motivo para afastamento.

Mulheres, entretanto, não são alvos exclusivos da discriminação, como relata, por exemplo, "Paulo". Homossexual assumido, acabou adoecendo e padecendo de depressão ao ser transformado em motivo de chacota pública. Portador de deficiência, "Fernando" reagiu contra discriminação e perseguição, já teve vitóiria e afirma que vai persistir na luta.

Procurada pela reportagem, a TAM informou, por meio de nota, que o seu "canal de ética tem caráter sigiloso e é gerenciado por uma empresa externa, justamente para garantir a imparcialidade das informações e ao mesmo tempo assegurar a confidencialidade". Por estes motivos, a empresa garante que não houve  vazamento de dados confiados a este canal e que portanto, nega qualquer desligamento de funcionário motivado por este tema. A TAM acrescentou, ainda, que vai apurar os fatos e que vai prestar esclarecimento às autoridades, caso seja notificada oficialmente.

Esta matéria tem: (5) comentários

Autor: Aparecida Teles
Parabenizo os denunciantes q se uniram e levaram isso a frente.Absurdo que ocorra em ambiente que pressupoe cordialidade e que sirva de reflexão para empresas levarem mais a sério a questão do assédio moral.Fico boba de imaginar que isso ocorre na TAM empresa q passa imagem de credibilidade. | Denuncie |

Autor: Aparecida Teles
Escutei na radio comentando sobre reportagem. Achei absurdo!! Não só a postura antietica dos supervisores que deveriam ser exemplo e manter ambiente de trabalho propricio a bom desempenho dos funcionarios como do canal de etica da TAM vazando denuncias que deveriam ser sigilosas e investigadas. | Denuncie |

Autor: eliane silva
Vergonha, uma empresa conhecida por todos e deixar isso acontecer? Mais hj não me espanto com nada porque as coisas acontecem e tudo dá em PIZZA. | Denuncie |

Autor: ito cavalcanti
EU NAO ACREDITO. Ha varios anos viajo pela TAM , tanto no Brasil, como dos Estados Unidos /Brasil, resido em San Francisco, U.S.A. , e sempre fui muito bem tratdo pelo Presidente e os seus assessors nos check-in , pelas Comissarrias de Bordo .E sou muito exigente em educacao e gentileza. | Denuncie |

Autor: aldir da paz
a TAM so tem excelencia em cobrar e cobra caaaaaro. | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »