• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Segurança » Carnaval terá observatório da discriminação racial

Publicação: 24/02/2014 21:54 Atualização:

A próxima sexta-feira abre oficialmente o carnaval no estado com um lançamento que promete consolidar, de fato, a festa como democrática em Pernambuco. Carnaval com Direitos Humanos. Eis uma das principais ações do governo para o enfrentamento às discriminações raciais ocorridas durante os dias de folia. O “Observatório da Discriminação Racial no Carnaval” será lançado em parceria com as Secretarias de Defesa Social e Desenvolvimento Social e Direitos Humanos, Comitê de Promoção da Igualdade Racial e Prefeitura de Olinda.

O secretário de Defesa Social de Pernambuco, Alessandro Carvalho, recebeu  o secretário executivo de Promoção da Igualdade Racial, Jorge Arruda, acompanhado de Rildo Veras, assessor Especial para Diversidade, para fomentar a campanha “Observatório da Discriminação Racial no Carnaval”.

Desde 2009, o CEPIR vem realizando esse trabalho junto com a SEDSDH. A atuação vem sendo desenvolvida nas grandes agremiações, com os foliões e nas demais atividades realizadas nas festividades de momo. Serão ações cotidiana, como campanhas, observação e acolhimento de denúncias de tráfico de pessoas negras no carnaval, violências veladas, intolerâncias religiosas (contra Maracatu e Afoxés).

Estatísticas
Em 2013, foram registradas mais 100 denúncias de abuso de poder, intolerância religiosa, discriminação racial e violências simbólicas, ocorridas em quase todos os polos de animação. Para Jorge Arruda, secretário executivo do CEPIR, é de extrema importância que a população se empenhem nesta ação, pois a festividade é um momento em que todos deveriam se confraternizar.

Com informações da Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.