• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Anúncio » Fiat apresenta empresas fornecedoras

Rochelli Dantas - Diario de Pernambuco

Publicação: 20/02/2014 08:00 Atualização: 20/02/2014 15:39

A Fiat anunciou, na manhã desta quinta-feira (20), o quadro das 16 empresas que integrarão o Supply Park 1, primeiro parque de sistemistas da montadora. Estas indústrias serão instaladas em uma área de 1,4 mil hectares no mesmo terreno em que a multinacional italiana está construindo o seu parque industrial, em Goiana, Zona da Mata Norte pernambucana, fornecendo a matéria prima diretamente.

O primeiro parque de sistemistas receberá plantas industriais das empresas Magneti Marelli (seis plantas), Magneti Marelli/Faurecia (joint venture), Lear, Adler, Pirelli, Saint-Gobain, Powercoat, Denso, PMC, Tiberina e Brose. Entre as empresas especuladas, apenas a Aethra não faz parte do grupo fornecedor da Fiat.

O destaque entre as fornecedoras é a empresa Magneti Marelli, que terá seis diferentes unidades produtivas: peças estampadas, conjuntos soldados de suspensão (eixos), tanque de combustível, bocal de enchimento de combustível e pedais de comando para acelerador, freio e embreagem, sistema de exaustão, montagem de componentes de suspensão anterior e posterior, e peças pequenas e médias injetadas em plástico.

Com a joint venture formada com a empresa Faurecia, a Magneti terá ainda uma planta para a fabricação de peças plásticas maiores para acabamento interior exterior. A Lear ficará responsável por fonecer bancos automotivos e a Adler terá a responsabilidade de fabricar isolamentos, tapetes e forração de teto.

De acordo com a Fiat, a Pirelli terá uma planta industrial para montagem do conjunto de pneus e rodas. A planta da Saint-Gobain terá todo o conjunto para a preparação e montagem de vidros. Já o setor de pintura de peças metálicas ficará localizado na planta da Powercoat. Além dela, a Denso terá um espaço para a produção de sistemas de arrefecimento motor, ventilação, e ar condicionado (HVAC).

Outra fornecedora, a PMC, vai fabricar conjuntos soldados estruturais de chassis e estruturas dos bancos. A Tiberina terá uma planta para a fabricação de conjuntos soldados estruturais de chassis e, por último, a Brose, que terá uma planta de mecanismos de levantamento de vidros e portas.

O complexo automotivo pernambucano também contará com um segundo parque de fornecedores, o Supply Park 2, localizado em um município vizinho, em uma área complementar de 40 hectares. Neste espaço devem ficar em torno de 40 fornecedores. A disputa por estes projetos está sendo realizada entre os municípios de Igarassu e de Itapissuma.

Além dessas, o Grupo Sada Logísticas, responsável pelo transporte da produção da montadora Fiat desde 1976, já anunciou que está implantando uma unidade no município de Goiana. Investirá R$ 1 bilhão nos próximos quatro anos de forma a acompanhar o projeto da parceira italiana.

A Comau, empresa do Grupo Fiat da área de automação industrial, também terá uma unidade pernambucana. A multinacional mantém 24 centros operacionais, 15 unidades de produção e três centros de pesquisa e desenvolvimento em 13 países. Já a francesa Saint-Gobain, fabricante de vidros automotivos, ficará na área do Supply Park 2.

O polo automotivo em implantação em Goiana terá investimento da ordem de R$ 7 bilhões, incluindo o valor aplicado pelas sistemistas, que são as fornecedoras da Fiat. A previsão é de que a construção do parque industrial seja concluída em 2014 para que a produção dos veículos tenha início em 2015. O polo automotivo como um todo, o que inclui as empresas fornecedoras, irá gerar 12 mil empregos.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.