• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Funcionalismo » Concursos com salários de até R$ 12,4 mil

Correio Braziliense

Publicação: 17/02/2014 09:01 Atualização:

Os brasileiros que sonham em ingressar no serviço público podem aproveitar as 30.868 vagas abertas em concursos nacionais, estaduais e municipais em todo o país. As pessoas com nível de ensino médio ou superior, que ainda não se candidataram a uma dessas oportunidades, devem ficar atentas ao calendário.

Leia mais sobre concursos no portal Admite-se

Nesta segunda-feira (17) é o último dia para inscrições em 693 vagas, entre elas, as oferecidas pelo Tribunal de Contas do Distrito Federal (TCDF), que oferece 68 postos de técnico e analista de administração pública, além de auditor de controle externo. A remuneração chega a R$ 12.401,38. Os cadastros podem ser feitos no site www.cespe.unb.br/concursos, ao custo de R$ 80 ou R$ 110. Amanhã expira o prazo para quem quer concorrer às 100 vagas de nível médio abertas pela Aeronáutica. E, durante a semana, encerram-se outras 1.547 oportunidades.

Enquanto alguns se preparam, outros já estão na arena. Ontem, em Brasília, concorrentes vindos de várias unidades da federação fizeram as provas seletivas da Polícia Federal. Nem o dia chuvoso desanimou os candidatos que saíram de suas casas para tentar abocanhar uma das 566 vagas ofertadas. Foi o caso do estudante Paulo Bezerra Nobre, 23 anos. Ele é do Ceará e chegou à capital federal no sábado para arriscar a tão sonhada vaga. Ele quer se tornar administrador da corporação, cuja remuneração varia de R$ 4.039,32 a R$ 5.081,18. O cearense estuda desde 2011, mas, mesmo assim, sentiu dificuldades nas questões de administração orçamentária. “Foi uma das matérias mais difíceis que caiu na prova”, observou.

Nobre não sentiu a mesma dificuldade na redação, cujo tema foi administração estratégica. “Achei bem coerente com o restante da prova. Tudo a ver com o cargo para o qual estou disputando. Não foi difícil”, avaliou Nobre. Sabendo da grande concorrência, o estudante voltou ontem mesmo para seu estado já pensando nos próximos concursos. “Se eu não passar nesse, faço outro. O importante é arriscar”, disse. Os concurseiros que concorreram para as vagas destinadas aos especialistas em serviço social ficaram contentes com a quantidade de desistência. “De 36 pessoas apareceram apenas 20. Bom que é menos concorrente”, disse a brasiliense Helen Maria Rocha Martins, de 21.

Ela achou difícil a matéria de planejamento estratégico, mas alegou ter se saído bem na redação. “O tema abordado relacionou o código de ética com os direitos humanos. Achei interessante”, afirmou. O mineiro Francklin Silva Soares, 22, é concorrente de Helen Martins e chegou de Montes Claros (MG) confiante. “No Brasil, o tempo todo se fala nos direitos humanos. Como trabalho na área, tive facilidade para relatar na redação aquilo que presencio diariamente”, explicou Soares. “Teve muita gente que faltou. Estou concorrendo para as vagas reservadas a deficientes físicos, espero que dê tudo certo”, ressaltou.

A goiana Janaína Ponci, 29, também veio a Brasília apenas para fazer o exame. Ela achou as questões confusas e cheias de “pegadinhas”. “Não foi fácil. Fiquei o tempo máximo permitido para preencher toda a prova”, observou. Se não passar, ela pretende se debruçar ainda mais sobre os livros até se tornar uma servidora pública. “O jeito é tentar, tentar e tentar. Se não der certo dessa vez, o próximo (concurso) que me aguarde”, brincou a candidata que retornou para Goiânia ontem mesmo. A candidata Leila Feliciano da Silva, 40, comentou sobre a segurança na sala de aula. “Os fiscais cumpriram todas as exigências do edital. Não percebi nenhuma irregularidade”, disse. Ela se inscreveu tanto para os cargos de nível superior quanto para as oportunidades de nível médio. “Tentei para escrivã. Agora vou arriscar a de agente”, contou Leila, antes de realizar a segunda prova do dia.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.