Pernambuco.com



  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Telefonia » Lucro da TIM sobe 4% em 2013, puxado por internet

Agência O Globo

Publicação: 14/02/2014 16:41 Atualização:

A TIM Brasil registrou lucro líquido de R$ 1,506 bilhão no ano passado. O número representa uma alta de 3,9% em relação ao ano anterior. Já no quarto trimestre, os ganhos avançaram 7,9%, para R$ 499 milhões, em relação ao mes o período do ano anterior. Os números vieram levemente acima do esperado pelos analistas.

A receita líquida da companhia avançou 6,2% no ano passado, ficando em R$ 19,9 bilhões. Mais uma vez, o consumo de internet deu impulso extra aos números. Segundo balanço da empresa, a receita oriunda do chamado VAS, que reúne internet e mensagens de texto, por exemplo, somou R$ 5,354 bilhões em 2013, uma alta de 21,5% ante o ano anterior.

"Os destaques são a receita de dados, carro-chefe de crescimento da companhia, que vai continuar a ser. Existe potencial de dados capaz de sustentar esse crescimento por um tempo mais longo. Acreditamos haver oportunidade no crescimento de usuários de dados em particular em áreas onde serviço fixo é de baixa qualidade", disse Rodrigo Abreu, presidente da TIM Brasil, em conferência de resultados.

No balanço financeiro da tele, Rodrigo Abreu, presidente da TIM, destaca que a “economia apresentou crescimento mais modesto e houve a manutenção de um cenário competitivo intenso. Neste contexto, procuramos manter o foco na gestão de nossos custos sem abrir mão de acelerar o crescimento do negócio buscando uma maior eficiência”.

Assim, como reflexo da desaceleração econômica, a receita média por usuário, teve queda de 2,4% no ano passado, para R$ 18,6. Em relação ao número de clientes, a tele fechou o ano com uma adição líquida de 3,1 milhões de novos usuários. No caso do pós-pago, o crescimento anual no número de clientes foi de 14,6%, para 12,3 milhões de clientes. Entre os pré-pagos, a alta foi de 2,5%, com mais de 59,5 milhões de linhas.

Para impulsionar o crescimento de novos clientes, que querem celulares modernos, como os chamados smartphones, a empresa vem adotando uma política de vender aparelhos subsidiados. Essa foi a principal causa para o aumento de 7% dos custos e despesas operacionais no ano passado, que chegou a R$ 14,715 bilhões.

Com o aumento de 2,8% nos investimentos, para R$ 3,871 bilhões, no ano passado, a tele somou uma dívida bruta de R$ 4,867 bilhões no ano passado, uma alta de 13,7%. Segundo informou a tele, a alta está ligada a financiamentos do BNDES e ao projeto de construção de uma backbone na Região Norte do Brasil.

Rodrigo Abreu também comentou os rumores de que a Telecom Italia estaria vendendo a subsidiária no Brasil, a TIM Brasil, que responde por 30% de suas receitas.

“Ao final de 2013, houve muitas notícias e especulações sobre o futuro da TIM e um eventual movimento de consolidação no mercado brasileiro. Temos ciência da grande importância da operação brasileira para o grupo Telecom Italia e para outros stakeholders. Tenho me empenhado pessoalmente para garantir que rumores não afetem nossa operação e não nos tirem o foco da execução no dia-a-dia. Temos um compromisso com o plano trienal que está sendo executado, e não deixaremos que boatos e especulações sobre nossa companhia nos desviem de nosso caminho estratégico ou atrapalhem nosso resultado”, destacou Abreu.

Na conferência de resultados, Abreu disse mais uma vez sobre a importância do ativo do Brasil para o grupo italiano. "A TIM hoje representa ativo estratégico para o grupo Telecom Italia. Não existe interesse do controlador em vender a companhia", disse ele.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »